×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 20 de agosto de 2022

Grupo de dança de Nova Veneza estreia com apresentação da tradicional tarantela na abertura do Festival Italiano

Grupo de dança de Nova Veneza estreia com apresentação da tradicional tarantela na abertura do Festival Italiano

Foto: A narrativa da dança remete à história da imigração italiana no Brasil - que está intimamente ligada à história de Nova Veneza, em Goiás Divulgação - Comunicação Sem Fronteiras

Em Goiás, prefeitura de Nova Veneza investe na dança italiana para os jovens da cidade. Estreia do grupo será na abertura do 16º Festival Italiano de Nova Veneza, no dia 4 de agosto

Redação Com Agência - 01/08/2022 - 09:25:28

Ao pensar em referências italianas, geralmente lembramos de comidas deliciosas, família reunida e, claro, às danças alegres e ritmadas, a exemplo da tarantela. A retomada do Festival Italiano de Nova Veneza, suspenso por dois anos em decorrência da pandemia de Covid-19, contará com uma novidade: a estreia do grupo de danças típicas integrado por adolescentes da cidade. Quatorze integrantes, de 10 a 14 anos, estão se preparando para a apresentação, que será um medley na abertura do show do cantor Sérgio Reis, no primeiro dia do festival.

A festa, que será realizada entre 4 a 7 de agosto e reforça a importância da cultura italiana, tem realização da Prefeitura de Nova Veneza, com patrocínio da Enel Distribuição Goiás, por meio da Lei de Incentivo à Cultura/Goyazes. Tem também apoio da Câmara Municipal da cidade, Governo de Goiás, Secretaria de Estado da Cultura, tendo como correalizador o Sesc-GO.

A coreografia é uma tarantela. A narrativa da dança remete à história da imigração italiana no Brasil - que está intimamente ligada à história de Nova Veneza, em Goiás, que foi erguida com a chegada de colonos italianos por volta de 1910. “Contaremos com os movimentos desde a saída dos imigrantes italianos da Europa, até a chegada deles no Brasil, a adaptação ao clima brasileiro e ao solo diferente”, diz o coreógrafo Jamerson Lima, convidado pela Prefeitura de Nova Veneza para coordenar o grupo.

Futuro

A meta é dar continuidade aos ensaios para o desenvolvimento e consolidação da dança em Nova Veneza, sob os cuidados de Jamerson Lima, que também tem experiência como bailarino e já participou dos principais festivais de dança e grandes eventos do País, como o Criança Esperança e no Natal de Gramado.

“Estou lisonjeado com a oportunidade. Esse é o primeiro grupo de dança tradicional de Nova Veneza, com o intuito de consolidar essa cultura italiana e essa será a primeira experiência dessas crianças pisando no palco. Eles estão muito dedicados, estamos ensaiando há pouco mais de um mês, mas a expectativa é de sucesso. Além disso, existe todo um trabalho de backstage para que essa apresentação aconteça, cada família está empenhada, eles [os alunos] passam muitas horas no ensaio, então envolve uma grande logística, mexe com a estrutura deles, mas estamos muito animados”, diz Jamerson.

Maria Heloísa da Silva, de 12 anos, é uma das integrantes do grupo, coordenado por Jamerson. Pela primeira vez no grupo de dança e também no Festival Italiano, resolveu conhecer mais sobre a cultura italiana através da dança. “Eu estava interessada em aprender coisas novas”, lembra, ao comentar o motivo de participar do evento.

Sentimento compartilhado por Natália Vieira, de 17 anos, que teve oportunidade de dançar ballet quando criança e resolveu ingressar na tarantela, após um convite. “Eu dançava ballet quando tinha 7 anos, parei e retornei aos 11 anos. Mas só aqui em Nova Veneza, tive a oportunidade de conhecer a dança italiana”. A jovem diz que além disso, o grupo possibilitou que ela fizesse novos amigos. “Se eu não tivesse entrado no grupo, não teria conhecido as meninas e feito tantas amizades”, completa Natália.

Já Luana Clara Pereira de Souza, de 13 anos, que já dançou italiano, tem a oportunidade de voltar para os palcos este ano. Animada para o evento, ela está na expectativa para chegar o dia da apresentação. “O coração sempre acelera e dá aquele friozinho na barriga nas vésperas do Festival.”

Sobre o 16º Festival Italiano de Nova Veneza

O tema do 16ª edição do Festival Italiano de Nova Veneza é “Uma boa massa, bom vinho e, claro, uma boa companhia” porque, de acordo com o prefeito da cidade, Valdemar Batista Costa, a intenção é estimular a confraternização entre as pessoas, que ficaram tanto tempo afastadas. “Nosso festival é um ambiente alegre, familiar e de mesa farta, ingredientes que temperam os reencontros entre as famílias”, disse.

A programação de 2022 trará não somente gastronomia, mas muitas atrações artísticas para retratar a cultura italiana e um pouco também de sua mistura com a cultura goiana. Para mais informações sobre a programação de cada dia, acesse: www.festivalitalianonovavenezago.com .

A 16ª edição do Festival conta também com o apoio das empresas parceiras: Constru+ Incorporadora, São Salvador Alimentos, Super Frango, Boua, Bonare, Galo, Renata, Di-Cheff, Fecomércio-GO, Lucas Gás, Interseg Turbo, Quinta do Morgado vinhos e sucos, Cordelier vinhos e espumantes, Ríboli Representações e Sicoob Credicapa.

Sobre Nova Veneza, em Goiás

Um pedacinho da Itália, na região Centro-Oeste do Brasil. Assim é Nova Veneza, com fortes costumes e cultura italiana. A pequena cidade, com pouco mais de nove mil habitantes, é a maior representação da imigração italiana da região central do País e esconde uma rica história cultural. Cerca de 60% de seus moradores são descendentes de italianos, que migraram para a região há mais de 100 anos. O número expressivo dos estrangeiros fez com que a localidade fosse chamada de “Colônia dos Italianos” até 1958, quando passou a ser batizada de Nova Veneza.

Comentários para "Grupo de dança de Nova Veneza estreia com apresentação da tradicional tarantela na abertura do Festival Italiano":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Últimas Notícias
Toffoli chama de 'suicidas' empresários que teriam defendido golpe no WhatsApp

Toffoli chama de 'suicidas' empresários que teriam defendido golpe no WhatsApp

Desigualdade emperrou chegada da vacina contra a Covid-19 em regiões mais pobres do Brasil

Desigualdade emperrou chegada da vacina contra a Covid-19 em regiões mais pobres do Brasil

Número de candidaturas no DF é menor que em 2018

Número de candidaturas no DF é menor que em 2018

“Trabalho para o ACNUR porque acredito no que estou dizendo”

“Trabalho para o ACNUR porque acredito no que estou dizendo”

Vale prevê mais 13 anos para eliminar barragens como Brumadinho

Vale prevê mais 13 anos para eliminar barragens como Brumadinho

STF veta lei mais branda a condenados, mas admite em processos não julgados

STF veta lei mais branda a condenados, mas admite em processos não julgados

Canadian planeja fábrica de US$ 9 bilhões na China para fabricação de polissilício

Canadian planeja fábrica de US$ 9 bilhões na China para fabricação de polissilício

Cochilos diurnos frequentes aumentariam risco de hipertensão e AVC

Cochilos diurnos frequentes aumentariam risco de hipertensão e AVC

Atenção! A Varíola do Macaco é completamente diferente da Covid-19

Atenção! A Varíola do Macaco é completamente diferente da Covid-19

Campanha Agosto Lilás e os 16 anos da Lei Maria da Penha

Campanha Agosto Lilás e os 16 anos da Lei Maria da Penha

Vocês não estão sós: Vitória brasileira no Festival de Locarno tem recado para artistas do país

Vocês não estão sós: Vitória brasileira no Festival de Locarno tem recado para artistas do país

Debate insosso: Correio Braziliense e TV Brasília se esforçaram, mas o elenco não ajudou

Debate insosso: Correio Braziliense e TV Brasília se esforçaram, mas o elenco não ajudou

Justiça Federal cancela liminar e maior porta-aviões do Brasil não poderá voltar ao país

Justiça Federal cancela liminar e maior porta-aviões do Brasil não poderá voltar ao país

RD Congo: Uso de fake news está causando mortes, diz comandante da Missão

RD Congo: Uso de fake news está causando mortes, diz comandante da Missão

Internacionalização do PCC: Como enfrentar o avanço do 'profissionalismo de gestão' da facção?

Internacionalização do PCC: Como enfrentar o avanço do 'profissionalismo de gestão' da facção?

Datafolha: Lula tem 51% dos votos válidos contra 35% de Bolsonaro

Datafolha: Lula tem 51% dos votos válidos contra 35% de Bolsonaro

Adeus aos sacoleiros: O Brasil virou o Paraguai dos paraguaios?

Adeus aos sacoleiros: O Brasil virou o Paraguai dos paraguaios?

“Vandalismo”: Senado aprova projeto que altera área da Floresta Nacional de Brasília

“Vandalismo”: Senado aprova projeto que altera área da Floresta Nacional de Brasília

Para evitar rejeição, candidatos omitem partido na propaganda

Para evitar rejeição, candidatos omitem partido na propaganda

Recenseadores do IBGE denunciam ameaças e violência em entrevistas do Censo 2022

Recenseadores do IBGE denunciam ameaças e violência em entrevistas do Censo 2022

Vereador Gabriel Monteiro é cassado pela Câmara do Rio por quebra de decoro

Vereador Gabriel Monteiro é cassado pela Câmara do Rio por quebra de decoro