×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 26 de maio de 2022

Hepatite infantil: O que se sabe sobre a doença que avança na Europa

Hepatite infantil: O que se sabe sobre a doença que avança na EuropaFoto: Reprodução Pixabay gratuita

A origem da infecção, no entanto, ainda é uma incógnita e está sendo apurada

Estadão Conteúdo - 19/04/2022 - 16:23:48

Setenta e quatro casos de hepatite aguda foram descobertos em crianças do Reino Unido até o dia 8 de abril, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS). De lá para cá, os registros têm crescido na Europa e nos Estados Unidos. A origem da infecção, no entanto, ainda é uma incógnita e está sendo apurada.

Por ora, a OMS não orienta restringir viagens aos países com casos da doença e destaca que a prioridade no momento é encontrar a causa dos quadros. A preocupação se deve ao fato de que a infecção pode levar a uma série de problemas de saúde, que podem ser fatais.

O que é hepatite?

Conforme a OMS, a hepatite é uma inflamação que atinge o fígado causada por uma variedade de vírus infecciosos (hepatite viral) e agentes não infecciosos. A infecção pode levar a uma série de problemas de saúde, que podem ser fatais. Existem cinco cepas do vírus da hepatite: A, B, C, D e E.

Embora todas causem doença hepática, tem modos de transmissão, gravidade, distribuição geográfica e métodos preventivos diversos entre si. Os vírus B e C, diz a OMS, causam doenças crônicas em milhões de pessoas e, juntos, são a principal causa de cirrose hepática, câncer de fígado e mortes relacionadas à hepatite viral. Estima-se que 354 milhões de pessoas em todo o mundo vivem com hepatite B ou C. A maioria não acessa testes e tratamentos.

De acordo com a Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido (UKHSA, na sigla em inglês), os sintomas mais comuns da doença são: urina escura; fezes brancas ou acinzentadas; comichão na pele; olhos e pele amarelados (icterícia); dores musculares e nas articulações; cansaço; perda de apetite; dores de barriga.

Qual a causa da hepatite aguda que aflige crianças do Reino Unido?

Essa é a chave da questão. Por mais que profissionais de saúde e agências do Reino Unido estudem os casos desde janeiro, ainda não encontraram a etiologia dos quadros. De acordo com a OMS, nos casos do Reino Unido, testes laboratoriais descartaram os vírus da hepatite A, B, C, D e E.

Entre os casos do Reino Unido, muitos apresentavam infecção por adenovírus (família de vírus comuns que, em geral, causam doenças leves) ou pelo vírus causador da covid-19, disse a OMS. Recentemente, houve aumento na atividade dos adenovírus na região, que cocirculam com o SARS-CoV-2.

Por mais que sejam investigados como causas potenciais, o papel desses vírus na patogênese (mecanismo pelo qual a doença se desenvolve) ainda não está claro. Nenhum outro fator de risco epidemiológico foi identificado, incluindo viagens internacionais recentes. A UKHSA informou não haver vínculo com a vacina contra covid - nenhum dos casos confirmados recebeu imunizante.

Nesta semana, equipes do Reino Unido divulgaram que um agente infeccioso é a causa mais provável do problema, mas um diagnóstico completo ainda está em investigação pelas autoridades locais.


Quais os sintomas que as crianças do Reino Unido têm apresentado?

O quadro das crianças europeias é de infecção aguda. Muitos apresentam icterícia, que, por vezes, é precedida por sintomas gastrointestinais, principalmente em pequenos até 10 anos.


Qual a idade dos pacientes?

A síndrome atinge pacientes de até 16 anos de idade. A maioria dos casos está na faixa de 2 a 5 anos.


Alguma morte já foi registrada?

Alguns dos pacientes precisaram ser transferidos para unidades especializadas de fígado infantil e seis precisaram de transplante. Nenhuma morte foi registrada até 11 de abril.

Em que países há casos?

Dos casos confirmados, 49 são da Inglaterra, 13 da Escócia e os demais do País de Gales e da Irlanda do Norte, conforme as autoridades do Reino Unido. Após o alerta do Reino Unido, Irlanda, Holanda, Dinamarca e Espanha também notificaram casos confirmados e suspeitos à OMS. Eles ainda estão sob investigação. Autoridades dos Estados Unidos também relataram casos.


Como esses países têm respondido aos casos?

Conforme a OMS, medidas clínicas e de saúde pública foram adotadas no Reino Unido, a fim de coordenar a identificação de casos e de investigar a etiologia da doença. As autoridades estudam o histórico de exposição dos pacientes, aplicam testes toxicológicos e virológicos/microbiológicos. Na Irlanda e na Espanha, as medidas também foram aplicadas

Como prevenir?

Mesmo sem causa identificada, em nota, a diretora de Infecções Clínicas e Emergentes da UKHSA, Meera Chand deu algumas orientações aos pais e responsáveis. "Medidas convencionais de higiene, como boa lavagem das mãos e higiene respiratória, ajudam a reduzir a propagação de muitas das infecções que estamos investigando." Ela também pediu para que fiquem atentos a sinais de hepatite e contatem profissionais de saúde.


Quais foram as orientações da OMS?

Segundo a OMS, como há tendência crescente de casos desde o mês passado no Reino Unido, além de busca extensa, é provável que ocorram mais confirmações antes que a etiologia (causa) seja identificada. A organização encorajou países a identificarem, investigarem e notificarem casos potenciais. Com base nas informações obtidas até agora, a organização recomendou não restringir viagens a países com casos confirmados. Mas destacou que está monitorando o cenário.


Há casos suspeitos no Brasil?

Conforme o alerta emitido pela OMS ainda não há casos confirmados fora da Europa. No entanto, a organização pediu atenção de todos os países-membros. O Estadão fez contato com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o Ministério da Saúde, mas não obteve resposta até a publicação deste texto.


fonte: Estadão Conteudo


Comentários para "Hepatite infantil: O que se sabe sobre a doença que avança na Europa":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Cinco coisas que você precisa saber sobre a fístula obstétrica

Cinco coisas que você precisa saber sobre a fístula obstétrica

Beatriz Sebastião, 28, sobrevivente de fístula obstétrica, em Mocuba, província da Zambézia, Moçambique

15 anos da Unitaid: ONU realça impacto de agência envolvendo Brasil e Portugal

15 anos da Unitaid: ONU realça impacto de agência envolvendo Brasil e Portugal

Guterres disse que e é preciso um acesso equitativo a produtos e respostas de saúde “globais fortes e coordenadas”

Campanha conscientiza sobre a importância de ter a pressão arterial aferida

Campanha conscientiza sobre a importância de ter a pressão arterial aferida

Em 2021, a campanha MMM conseguiu rastrear aproximadamente 650 mil adultos de 54 países.

Preocupação com a saúde impulsiona mercado de suplementos alimentares em 2022

Preocupação com a saúde impulsiona mercado de suplementos alimentares em 2022

A Nature Lab é um dos grupos que vêm investindo no mercado brasileiro de suplementos

Asma, uma das principais doenças respiratórias

Asma, uma das principais doenças respiratórias

Com mais de 235 milhões de casos pelo mundo, a asma é grave e negligenciada pelos pacientes

Fibromialgia e o lado emocional: Como a saúde mental influencia os sintomas?

Fibromialgia e o lado emocional: Como a saúde mental influencia os sintomas?

O quadro clínico reduz neurotransmissores como a serotonina, noradrenalina e dopamina, o que causa uma queda no limiar de dor dessas pessoas, tornando-as mais sensíveis aos estímulos dolorosos.

Como a otorrinolaringologia pode influenciar a qualidade do sono?

Como a otorrinolaringologia pode influenciar a qualidade do sono?

De acordo com estudos realizados pela Universidade Carlos III, na Espanha, a grande maioria dos infartos acontecem entre 3h e 11h da manhã, períodos mais graves que os demais em horários diferentes

Dermatologista especialista em cabelos explica como tratar a calvície feminina

Dermatologista especialista em cabelos explica como tratar a calvície feminina

Dra. Ana Carulina é especialista em procedimentos e tratamentos estéticos (fac iais e corporais ) no Rio de Janeiro

Cinco coisas que você precisa saber sobre maternidade

Cinco coisas que você precisa saber sobre maternidade

Mulher segura criança em Vijaynagar, na Índia.

Estudo alerta sobre uso de chás e fórmulas para emagrecer

Estudo alerta sobre uso de chás e fórmulas para emagrecer

Riscos do uso de soluções, fórmulas e chás de emagrecimento

Crianças e adolescentes também correm o risco de ter varizes

Crianças e adolescentes também correm o risco de ter varizes

Estudos populacionais têm demonstrado um aumento na incidência de varizes que acometem aproximadamente de 10 a 15% dos jovens que cursam o ensino médio