×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 29 de janeiro de 2022

Maioria das vacinas doadas à África tem validade curta, dizem entidades

Maioria das vacinas doadas à África tem validade curta, dizem entidadesFoto: Marcos Pastich/PCR - Brasil de Fato

"Isso tornou extremamente difícil para os países planejar campanhas de vacinação", diz comunicado de entidades de saúde

Brasil De Fato | São Paulo (sp) - 30/11/2021 - 08:21:53

A maioria das doações de vacinas anticovid-19 à África "tem sido feita com pouca antecedência e com vida útil curta", afirmou um conjunto de importantes organizações de saúde pública do continente.

"Isso tornou extremamente difícil para os países planejar campanhas de vacinação e aumentar a capacidade de absorção", acrescentam em comunicado conjunto o African Vaccine Acquisition Trust (Avat), os centros africanos de Controle e Prevenção de Doenças, reunidos no Africa CDC, e a Covax -- o mecanismo internacional, criado pela Aliança para as Vacinas (Gavi) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para permitir a 92 países e territórios desfavorecidos receberem gratuitamente vacinas financiadas por países ricos.

Até agora, mais de 90 milhões de doses doadas foram entregues ao continente por meio da Covax e do Avat, número que não inclui as vacinas recebidas em resultado de acordos bilaterais.

:Seis vezes mais doses de reforço são inoculadas globalmente do que 1ª dose em países pobres::

Para alcançar taxas de cobertura mais elevadas em todo o continente, e para que as doações sejam uma fonte complementar ao abastecimento por meio de compras, "essa tendência tem de mudar", afirmam as organizações no comunicado.

"Os países precisam de um abastecimento previsível e confiável. Ter de planejar em curto prazo e assegurar a absorção de doses com vida útil curta aumenta exponencialmente a carga logística sobre os sistemas de saúde que já se encontram sobrecarregados", alertam.

"Além disso, o tipo de fornecimento feito utiliza capacidades - recursos humanos, infraestrutura, cadeias de frio - que poderiam ser direcionadas para uma implementação bem-sucedida e sustentável a longo prazo", acrescenta o texto.

Para as organizações, o fato de os imunizantes chegarem ao continente com prazos de validade curtos "pode ter repercussões, em longo prazo, na confiança nesses produtos.

::Leia também: Fiocruz quer saber o que leva pais a rejeitar vacinação de seus filhos ::

As doações para Covax, Avat e países africanos "devem ser feitas de forma a permitir que os países mobilizem eficazmente os recursos internos, em apoio à implementação, e permitir o planejamento a longo prazo para aumentar as taxas de cobertura. Por isso, as instituições pedem à comunidade internacional, em particular aos países doadores e fabricantes, para que se "comprometam com esse esforço".

Previsibilidade, estabelecimento de objetivos, prazos de validade das vacinas adequados - com um "mínimo de dez semanas" -, avisos prévios de "não menos de quatro semanas", tempo de resposta e fornecimento, além das vacinas, de todos os acessórios essenciais para assegurar a sua rápida absorção, como seringas, são recomendações feitas aos doadores e fabricantes.

* Com informações da Agência Brasil.

Edição: Vinícius Segalla

Comentários para "Maioria das vacinas doadas à África tem validade curta, dizem entidades":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Com 779 mortes por Covid-19 nas últimas 24h, Brasil tem pior média desde outubro

Com 779 mortes por Covid-19 nas últimas 24h, Brasil tem pior média desde outubro

Segundo os números do governo, 22.162.914 pessoas estão recuperadas.

Brasil bate recorde de novos casos de Covid-19  pelo 2º dia seguido

Brasil bate recorde de novos casos de Covid-19 pelo 2º dia seguido

Casos em acompanhamento passam de 2 milhões

No Brasil, casos de Covid-19 triplicam em apenas uma semana

No Brasil, casos de Covid-19 triplicam em apenas uma semana

Reabertura segura de escolas no nordeste do estado do Rio Grande do Norte, no Brasil

De spray a pílula, cientistas já miram 2ª geração de vacinas contra a covid

De spray a pílula, cientistas já miram 2ª geração de vacinas contra a covid

Imunizantes hoje à disposição vêm cumprindo muito bem sua função principal: prevenir o adoecimento e a morte. Apesar disso, cientistas em todo o mundo veem um campo aberto para marcar novos gols contra a covid-19.

Mundo atinge maior média diária de mortes por covid em 4 meses

Mundo atinge maior média diária de mortes por covid em 4 meses

O mundo registrou uma média diária de 8.209 mortes na segunda-feira, 24, o maior patamar desde 24 de setembro de 2021 (quando a média móvel estava em 8.358).

Média móvel de casos de Covid-19 em sete dias segue batendo recordes no Brasil

Média móvel de casos de Covid-19 em sete dias segue batendo recordes no Brasil

Os estados do Acre (norte), Goiás (centro) e Roraima (norte) não registraram mortes por COVID-19 nas últimas 24 horas.

Em 24 horas, o Brasil registrou mais 135.080 casos de Covid-19

Em 24 horas, o Brasil registrou mais 135.080 casos de Covid-19

Total de óbitos chegou a 296 no mesmo período

Nova Zelândia impõe novas restrições em meio a avanço da variante Ômicron

Nova Zelândia impõe novas restrições em meio a avanço da variante Ômicron

A chamada fase vermelha da resposta do país à pandemia inclui medidas como exigência do uso de máscaras e limites de pessoas em encontros. As restrições entram em vigor nesta segunda-feira.

Brasil tem mais de 200 mil novos casos de covid e 332 mortes nas últimas 24 horas

Brasil tem mais de 200 mil novos casos de covid e 332 mortes nas últimas 24 horas

O Ministério da Saúde informou que no total, segundo a pasta, são 21.848.302 pessoas recuperadas.

Brasil registra mais de 168 mil novos casos de covid e 392 mortes nas últimas 24h

Brasil registra mais de 168 mil novos casos de covid e 392 mortes nas últimas 24h

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h

Infecções pela covid disparam no Brasil; mortes também registram alta

Infecções pela covid disparam no Brasil; mortes também registram alta

Em várias partes do Brasil, gestores públicos e laboratórios privados têm dificuldades para conseguir mais exames.