×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 08 de dezembro de 2021

Martine e Kahena são vice-campeãs no Mundial de Vela, na Austrália

Martine e Kahena são vice-campeãs no Mundial de Vela, na AustráliaFoto: Wander Roberto/COB

Dupla brasileira ficou atrás apenas das holandesas na classe 49erFX

Por Claudia Soares Rodrigues - Jornalista Da Tv Brasil Rio De Janeiro - 09/12/2019 - 15:40:15

As atuais campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze conquistaram neste domingo (8) a medalha de prata, na classe 49erFX, no Mundial de Vela, disputado em Auckland, na Nova Zelândia. O ouro, pelo segundo ano consecutivo, ficou com a dupla holandesa Annemiek Bekkering e Annette Duetz. As dinamarquesas Ida Nielsen e Marie Olsen levaram a medalha de bronze.

As brasileiras, já classificadas para a Olimpíada de Tóquio 2020, lideravam a competição até a regata do último sábado (7), quando foram ultrapassadas pela dupla holandesa. Esta é a quinta vez que Martine e Kahena sobem ao pódio do Mundial, cuja primeira edição foi em 2013. Na época, em Marseille (França), Martine e Kahena também foram vice-campeãs; no ano seguinte, em Santander (Espanha), faturaram o ouro; em 2015, em Buenos Aires (Argentina), voltaram a conquistar a prata, assim como no Mundial de 2017, em Matosinhos (Portugal).


Outros brasileiros

Na classe 49er Marco Grael e Gabriel Borges terminaram na 19ª colocação. Pelo quinto ano seguido, os vencedores foram os australianos Peter Burling e Blair Tuke.

Outras duas duplas brasileiras competiram na classe Nacra 17: Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino finalizaram em 11º lugar, e João Siemsen e Isabel Swan em 16º lugar. Os campeões foram Vittorio Bissaro e Maelle Fracari, da Itália.

Edição: Guilheme Neto

Comentários para "Martine e Kahena são vice-campeãs no Mundial de Vela, na Austrália":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Ato

Ato "Bolsonaro Nunca Mais" denuncia violações de governo contra as mulheres

Margareth Rose em ato Bolsonaro Nunca Mais

Apenas 26% das mulheres da América Latina têm direitos sobre terras onde produzem alimentos

Apenas 26% das mulheres da América Latina têm direitos sobre terras onde produzem alimentos

57% das mulheres entrevistadas alegam ter resolvido comunitariamente o problema de acesso à alimentação durante a pandemia; apenas 7% buscou auxílio estatal.

Empresária agredida por policiais militares em Curitiba relata momentos de horror

Empresária agredida por policiais militares em Curitiba relata momentos de horror

“Achei que iriam fazer algo pior comigo, foi uma sensação terrível

Assédio é principal violência a meninas e mulheres em ambiente virtual

Assédio é principal violência a meninas e mulheres em ambiente virtual

Dados são do estudo inédito Violência Real do Mundo Virtual

Quarteto feminino bate recorde mundial de natação master na prova do revezamento

Quarteto feminino bate recorde mundial de natação master na prova do revezamento

Time verde e amarelo cravou 8min42s32 no revezamento 4x200 livre

Peng Shuai: China mostra irritação com suspensão de torneios de tênis

Peng Shuai: China mostra irritação com suspensão de torneios de tênis

Relações Exteriores diz ser contra politização do esporte

Justiça do DF condena dono de empresa que cometeu assédio contra funcionária

Justiça do DF condena dono de empresa que cometeu assédio contra funcionária

A defesa do réu argumentou que ele deveria ser absolvido pois não haviam provas para incriminá-lo.

Ações para eliminar violência de gênero reúne atletas e casos reais

Ações para eliminar violência de gênero reúne atletas e casos reais

Uma em cada três mulheres com 15 anos ou mais, cerca de 736 milhões, é submetida algum tipo de violência durante a vida

Ação de agências da ONU pretende empoderar refugiadas venezuelanas

Ação de agências da ONU pretende empoderar refugiadas venezuelanas

Programa ocorre em Roraima e vai até dezembro de 2023

Carta aberta à Miraildes: Uma das maiores jogadoras que o Brasil já viu em campo

Carta aberta à Miraildes: Uma das maiores jogadoras que o Brasil já viu em campo

Miraildes, jogadora de futebol, mais conhecida como Formiga.

Judô: Beatriz Souza fica com o ouro no Grand Slam de Abu Dhabi

Judô: Beatriz Souza fica com o ouro no Grand Slam de Abu Dhabi

Brasileira bate francesa campeã europeia júnior e vai ao topo do pódio