×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de janeiro de 2022

Museu da República no Distrito Federal exibe três mostras simultaneamente

Museu da República no Distrito Federal exibe três mostras simultaneamenteFoto: IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico

Cecília Lima, Raíssa Studart e Cléber Cardoso Xavier apresentam trabalhos produzidos durante residência artística em Olhos D’Água

Agência Brasília* | Edição: Rosualdo Rodrigues - 04/12/2021 - 08:53:46

O Museu Nacional da República (MUN) abriu nesta sexta-feira (3) uma exposição que usa a convivência de artistas sob o mesmo teto como fonte de inspiração. Hospitalidade reúne, simultaneamente, na Galeria Térreo do equipamento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), mostras individuais de Cecília Lima, Raíssa Studart e Cléber Cardoso Xavier criadas ao longo de duas semanas em junho de 2019.

Vista do Monte Olhos d´Água , obra que compõe a mostra individual de Cléber Cardoso | Fotos: Divulgação/Secec

Imersos no povoado de Olhos D’Água, no município de Alexânia (GO), os artistas nutriram-se da hospitalidade da também artista Suyan de Mattos, que tem lá sua casa-ateliê, dublê de refúgio para finais de semana. “As minhas casas [mantém outra em Brasília] são os meus ateliês. Eu chamo essa casa de ‘Lugar de Suyan’”.

Ela explica a vivência estética: “Uma vez ao ano eu convido artistas para morarem lá. Eles ficam duas semanas, produzindo um projeto que me apresentam com antecedência. Eles ficam, eu saio”. Para a diretora do MUN, Sara Seilert, “curadorias como essas são propostas que trazem provocações contemporâneas para o espaço institucional do museu”.

Foram curadorias separadas. Yana Tamayo, sobre a criação de Cecília Lima, diz que seus trabalhos “nos convidam a atentar para o mínimo, lento e frágil arranjo entre as coisas. Deslocamentos a pé, de ônibus ou carro pela cidade, além da observação cotidiana da arquitetura, suas construções e abandonos, fazem parte do processo de pesquisa desta artista que recolhe pequenos indícios materiais, testemunhas dos fluxos implicados nas transformações do espaço urbano”.

Raissa Studart usa café e linha sobre tecido na obra a que deu o nome 24 de Maio

Cintia Falkenbach assina os textos curatoriais de dois outros trabalhos. Sobre Raíssa Studart, explica que “a artista construiu paisagens aquareladas de café num espaço branco e macio de algodão. Textura, cheiro e cor sugerem delicadeza e aromas suaves”. Acrescenta que “o café no Brasil é folclore e história ao mesmo tempo e, no interior dos estados brasileiros, o hábito da conversa regada a ‘cafezinho’ é um costume nacional”.

Em relação ao trabalho de Cléber Xavier Cardoso, Falkenbach destaca a peça de malha tricotada pelo autor. Afirma que a obra “conta a história de um percurso tramado [literalmente] durante 17 dias pelo povoado… uma pequena comunidade rural com poucos confortos modernos”.

O tricô nesse tecido – sugere a curadora – representaria as pegadas dessas caminhadas diárias, as conversas entremeadas, os encontros previstos e o acaso. “Todos aqueles contatos que se deram durante esses 17 dias por meio dessa trama, que se mostrou um meio inusitado de comunicação e troca de informações, ficaram ali registrados”, assevera.

Tezontle, Dedicado a Tierras Libres , instalação de Cecília Lima feita com açúcar, cerâmica e madeira

Suyan explica que o final da residência marca, num sábado, o momento mágico em que as pessoas do povoado se encontram com as obras que ajudaram a inspirar. Os artistas têm liberdade de trabalhar com experimentações em qualquer linguagem artística – pintura, instalação, performance, fotografia, texto.

Hospitalidade , explica Suyan, que atua também como curadora e coordena a residência e seus desdobramentos, passa por três fases. A primeira é a residência em si, a segunda deságua numa exposição coletiva dos artistas em algum lugar de Brasília, de Goiânia ou do próprio povoado Olhos D’Água, e a terceira e última fase é a exposição individual simultânea, que nesta edição é no Museu Nacional da República. “São três exposições individuais simultâneas, já que os artistas trabalharam juntos”, justifica.

Leia também

Publicado o resultado do edital Brasília Multicultural I

Capacitação da Mala do Livro tem resultado provisório

500 agentes culturais premiados com a lei Aldir Blanc

Serviço
Exposição Hospitalidade
Individuais simultâneas dos artistas Cecília Lima (curadoria de Yana Tamayo) Raíssa Studart e Cléber Cardoso Xavier (Cintia Falkenbach)
Curadoria geral e coordenação: Suyan de Mattos
Galeria Térreo do Museu Nacional da República
3 de dezembro a 6 de fevereiro de 2022
Sextas, sábados e domingos, das 9h às 17h
Telefones para mais informações: 3325-5220/6410
E-mail: museu@cultura.df.gov.br
Entrada gratuita, mediante apresentação de carteira de vacinação

*Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF

Comentários para "Museu da República no Distrito Federal exibe três mostras simultaneamente":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
‘O Caixeiro da Taverna’ abre Curso Internacional de Verão

‘O Caixeiro da Taverna’ abre Curso Internacional de Verão

Ópera foi apresentada na noite de domingo (16), no Teatro Levino de Alcântara

Cultura popular é tema de festival; confira outras atrações

Cultura popular é tema de festival; confira outras atrações

Boi do Seu Teodoro é homenageado no Festival Via Satélite

Colônia de Feras do Zoológico de Brasília foi cancelada

Colônia de Feras do Zoológico de Brasília foi cancelada

Anteriormente programado para o período de 18 a 28 deste mês, evento foi suspenso por causa da covid-19

Eduardo e Mônica se amam no Cine Brasília

Eduardo e Mônica se amam no Cine Brasília

“Eduardo e Mônica” recebeu o prêmio de “Melhor Filme Estrangeiro” no Festival de Cinema de Edmonton, no Canadá, que tradicionalmente seleciona filmes que se credenciam ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro

Cartilha orienta sobre quesitos cor, raça e etnia

Cartilha orienta sobre quesitos cor, raça e etnia

Dados coletados deverão ser enviados periodicamente à Sejus, pasta responsável pelas ações de promoção da igualdade racial no DF

Espetáculo ‘Dança, Brasília, Dança’ estreia no Youtube

Espetáculo ‘Dança, Brasília, Dança’ estreia no Youtube

Série destaca quatro vídeos trazendo trabalhos e entrevistas com 15 coreógrafos e coreógrafas que se destacaram, em 2021, no CCBB

Passageiros das estrelas no Planetário de Brasília

Passageiros das estrelas no Planetário de Brasília

Uma média diária de quase mil pessoas tem visitado o espaço neste período de férias. Moradores do DF e turistas contam suas experiências no espaço

Templo cinematográfico, Cine Brasília emociona público na reabertura

Templo cinematográfico, Cine Brasília emociona público na reabertura

Cine Brasília reabriu esta semana depois de quase dois anos fechado, devido à pandemia

Exposições, espetáculos, feiras estão entre as atrações culturais deste final de semana

Exposições, espetáculos, feiras estão entre as atrações culturais deste final de semana

Confira a programação

Um passo importante na restauração do Teatro Nacional

Um passo importante na restauração do Teatro Nacional

Secretaria de Cultura e a Novacap estão finalizando os termos do edital para contratação de empresa que irá realizar as obras com recursos do GDF

Ícone da cidade, Cine Brasília reabre após quase dois anos fechado

Ícone da cidade, Cine Brasília reabre após quase dois anos fechado

Reabertura será com Mostra de Cinema Egípcio