×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 27 de outubro de 2021

O que fazer se tiver sintomas de covid após as festas?

O que fazer se tiver sintomas de covid após as festas?Foto: PIXABAY / Jakaria Islam

Segundo Zarifa Khoury, consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia, agora sabe-se que o ideal é buscar o serviço de saúde no início da infecção

Uol Com Luiz Carlos Pavão - Especial Para A Ae São Paulo - 02/01/2021 - 21:40:49

Depois de ir a uma celebração de Natal ou réveillon com um grupo pequeno ou a uma festa com aglomeração, podem aparecer sintomas da covid-19 nos dias seguintes. Neste caso, a orientação dos especialistas é se isolar, buscar um serviço de saúde, realizar o exame e seguir as recomendações do médico.

No começo da pandemia, a recomendação das autoridades era se isolar e não buscar os serviços de saúde de imediato. Mas, segundo Zarifa Khoury, consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia, agora sabe-se que o ideal é buscar o serviço de saúde no início da infecção.

Ela destaca que não há remédios cientificamente comprovados, mas diz que os pacientes devem ter acompanhamento e receber medicação para ajudar o organismo na reação. "Cada pessoa, a partir de seus sintomas, recebe uma prescrição individualizada", afirma.

Além de procurar uma unidade de saúde e realizar os exames para confirmar a doença, é essencial avisar às pessoas com as quais teve contato nas confraternizações.

"Havendo sintomas, enquanto não tem resultado do exame, deve permanecer em isolamento e avisar a todos com quem teve contato nos últimos 5 dias sobre suspeita de covid. Tendo confirmação, estas pessoas também devem permanecer em isolamento por 14 dias", orienta a infectologista da Unicamp Raquel Stucchi

Ainda segundo ela, todos que têm covid devem fazer controle da oximetria para a analisar a saturação de oxigênio.

Cuidado

Raquel alerta ainda sobre os riscos dos exames. "Nenhum teste dá segurança para frequentar festas e confraternizações, nenhum dá garantia que não estamos transmitindo o coronavírus. Por dois motivos: o exame tem 30% de falso negativo, no caso do RT-PCR.

Já os exames que pesquisam antígeno para os que não apresentam sintoma, este número é ainda maior", diz a infectologista. "O outro motivo é que mesmo que tenha feito o exame recentemente, há uma janela para que o vírus se manifeste, também podendo dar falso negativo e ser um vetor de contaminação", continua.

Comentários para "O que fazer se tiver sintomas de covid após as festas?":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Estudo aponta redução de atendimentos de saúde mental durante a pandemia

Estudo aponta redução de atendimentos de saúde mental durante a pandemia

UnB, UFGRS e Hospital das Clínicas de Porto Alegre fizeram a pesquisa

Governador do DF prevê desobrigar uso de máscara em ambientes abertos em novembro

Governador do DF prevê desobrigar uso de máscara em ambientes abertos em novembro

O número de vacinados com a 2ª dose ou dose única havia alcançado a taxa de 59,96% da população acima de 12 anos até hoje. Um total de 86,84% tomou a 1ª dose da imunização contra a covid.

Distrito Federal tem a menor mortalidade infantil no Brasil

Distrito Federal tem a menor mortalidade infantil no Brasil

No DF, teste do pezinho permitirá a detecção de até 53 doenças do bebê – antes, eram 40

Fatos e fakes sobre o câncer de mama, o mais comum entre as mulheres

Fatos e fakes sobre o câncer de mama, o mais comum entre as mulheres

Estimativa do Instituto Nacional de Câncer (INCA) aponta 66 mil novos casos da doença no Brasil até o final de 2021

Saúde celebra Dia Mundial de Combate à Poliomielite

Saúde celebra Dia Mundial de Combate à Poliomielite

A prevenção à pólio, doença viral infecto contagiosa, começa ainda na infância. Último caso da doença no DF foi notificado em 1987. No Brasil, em 1988.

Aumenta circulação de subvariante Delta em Belém do Pará

Aumenta circulação de subvariante Delta em Belém do Pará

“Nessas análises a Sesma detectou uma uma subvariante Delta, a AY.33, circulando em Belém e que pode não ser detectada por testes rápidos e pelos protocolos padrões de RT-qPCR”, informou, em nota, a secretaria.

Laboratório do DF é referência nacional e auxilia no controle da raiva

Laboratório do DF é referência nacional e auxilia no controle da raiva

Laboratório foi criado em 1978, quando ocorreu o único caso de raiva humana no Distrito Federal

Passaporte da vacina vai estimular mais gente a se imunizar, defende infectologista

Passaporte da vacina vai estimular mais gente a se imunizar, defende infectologista

Projeto de Lei pretende exigir comprovante de vacinação em locais de uso coletivo do DF

DF antecipa aplicação de vacinas da Pfizer e da AstraZeneca

DF antecipa aplicação de vacinas da Pfizer e da AstraZeneca

A segunda dose das vacinas AstraZeneca e Pfizer-BioNTech já pode ser administrada, a partir desta sexta-feira, em quem já tomou a primeira dose há oito semanas

Pacientes que não tomaram a vacina são maioria nos hospitais de campanha do DF

Pacientes que não tomaram a vacina são maioria nos hospitais de campanha do DF

Imunizante está disponível para toda a população a partir de 12 anos de idade, em diversos pontos da capital

Queda de cabelo afeta a autoestima: Tratamentos clínicos na tricologia são opção

Queda de cabelo afeta a autoestima: Tratamentos clínicos na tricologia são opção

“O cabelo deve receber atenção especial o tempo todo. Cuidados preventivos constantes são importantes no enfrentamento de eventuais problemas, independente da origem”