×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 04 de dezembro de 2021

Pacientes que não tomaram a vacina são maioria nos hospitais de campanha do DF

Pacientes que não tomaram a vacina são maioria nos hospitais de campanha do DFFoto: Agência Brasília

Imunizante está disponível para toda a população a partir de 12 anos de idade, em diversos pontos da capital

Agência Brasília* | Edição: Saulo Moreno - 21/10/2021 - 17:58:46

“É a vacina que reduz o agravamento de casos e de óbitos” Fabiano dos Anjos, diretor de Vigilância Epidemiológica

Apesar de serem menos de 14% da população do Distrito Federal acima dos 12 anos de idade, as pessoas que não tomaram nenhuma dose da vacina contra a covid-19 representam quase 80% dos internados no hospital de campanha de Ceilândia em razão da doença. O dado considera um monitoramento feito pela equipe da unidade desde o início das atividades, em 25 de maio deste ano.

Até o momento, 406 pacientes já receberam alta ou permanecem internados na unidade hospitalar. Desse total, apenas 31 haviam sido vacinados com a primeira dose e 51 receberam duas doses ou dose única. Os demais não tinham sido vacinados.

“Você vê, comparativamente, que esse número é significativo e expressivo para indicar que pessoas que não se imunizaram nem com uma dose estão adoecendo e apresentando um quadro que requer hospitalização, proporcionalmente, muito maior do que as que tomaram pelo menos uma dose da vacina”, explica Fabiano dos Anjos, diretor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde.

Mesmo com o avanço da vacinação, os índices de hospitalização se mantêm estáveis. A taxa de ocupação de leitos de UTI para pacientes com covid-19 está em 73,03%, com registro de queda| Fotos: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

“Fazemos o apelo para quem está apto a receber a segunda dose, que procure o ponto de vacina. Só com as duas doses a pessoa é considerada imunizada”Fabiano dos Anjos, diretor da Vigilância Epidemiológica

Com o avanço da vacinação, outra consequência é que, mesmo com o aumento do número de casos, os índices de hospitalização se mantêm estáveis. “É a vacina que reduz o agravamento de casos e de óbitos”, afirma Fabiano. Hoje, a taxa de ocupação de leitos de UTI para pacientes com covid-19 está em 73,03%, com registro de queda neste índice.

Considerando os óbitos por covid-19 em pacientes internados na mesma unidade, o monitoramento revela que, dos 226 pacientes que faleceram, 73,9% não tinham recebido ao menos uma dose. Desses, 19,5% receberam as duas doses e 6,6% apenas uma dose.

Também foi feito um balanço de internações por covid-19 nos hospitais de campanha do Autódromo e do Gama nos quinze primeiros dias de outubro. Dos 54 pacientes que estão internados ou que já receberam alta neste período, 58,48% não haviam sido vacinados. Apenas 5,66% haviam recebido a primeira dose da vacina e 37,74% as duas doses ou a dose única.

Entre os 54 pacientes dos hospistais de campanha do Autódromo e do Gama que estão internados ou que já receberam alta, 58,48% não haviam sido vacinados

Campanha

A campanha de vacinação contra a covid-19 já atinge toda a população vacinável, isto é, acima dos 12 anos de idade. Já foram aplicadas mais de 3,8 milhões de doses no DF, sendo que mais de 2,2 milhões de pessoas já receberam pelo menos a primeira dose.

A secretaria destaca que o Vacinômetro revela a preocupação com quem não procurou um ponto de vacinação até agora, sobretudo para quem tem entre 30 e 44 anos de idade. Apesar de já estarem aptos a receber sua primeira dose (D1) do imunizante desde julho, este público tem um índice de pessoas com a D1 aplicada inferior ao registrado por aqueles que têm de 18 a 29 anos, por exemplo. Abaixo dos 45 anos, todas as faixas etárias têm mais de 10% de ausência. Entre as pessoas de 30 a 34 anos, os faltosos são cerca de 24%.

Segunda dose

O pedido da Secretaria de Saúde, agora é que a população complete o ciclo vacinal. Pessoas com a segunda dose (D2) de AstraZeneca ou Pfizer-BioNTech marcadas para até o dia 5 de novembro já podem se vacinar. “Fazemos o apelo para quem está apto a receber a segunda dose, que procure o ponto de vacina. Só com as duas doses a pessoa é considerada imunizada”, lembra Fabiano, diretor da área epidemiológica da pasta.

A expectativa é de que, até o fim do ano, o Distrito Federal consiga completar a imunização contra a covid-19.

Leia também

Universitários podem atuar no voluntariado para vacinação

DF recebe 51.708 vacinas e retoma imunização de adolescentes

Multivacinação cobre 72,5% dos que foram aos postos da campanha

“A nossa população vem dando a resposta que nós precisamos e assim nós vamos garantir esse processo de imunização em todo o DF”, afirma o subsecretário de Vigilância à Saúde, Divino Valero.

Ele lembrou ainda que o ritmo depende do envio de doses pelo Ministério da Saúde, mas que “isso vem acontecendo com maior frequência e com maior regularidade. Nós acreditamos, sim, que até o final do ano nós vamos conseguir vacinar 100% da nossa população”, finalizou.

*Com informações da Secretaria de Saúde do DF

Comentários para "Pacientes que não tomaram a vacina são maioria nos hospitais de campanha do DF":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
OMS diz que Ômicron é “bastante infecciosa”, mas não deve haver pânico

OMS diz que Ômicron é “bastante infecciosa”, mas não deve haver pânico

A cientista-chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Soumya Swaminathan, disse que a nova variante Ômicron do coronavírus é muito transmissível, mas que as pessoas não devem entrar em pânico com isso. Em entrevista na conferência Reuters Next, nesta sexta-feira (3), Soumya disse que a resposta certa é estar preparado e ser cauteloso e não entrar em pânico diante da nova variante

Nova variante ômicron expôs desigualdades na política internacional de combate à Covid-19

Nova variante ômicron expôs desigualdades na política internacional de combate à Covid-19

Surgimento de nova variante Ômicron do vírus sars-cov2 alerta autoridades para possível quarta onda global da pandemia

Disseminação da Ômicron: TCU recomenda exigência de vacinação para entrada de viajantes no Brasil

Disseminação da Ômicron: TCU recomenda exigência de vacinação para entrada de viajantes no Brasil

Brasil confirmou mais 266 mortes e 11.436 casos de COVID-19, totalizando 615.020 óbitos e 22.104.631 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

Pandemia muda hábitos de motorista de transporte por aplicativo

Pandemia muda hábitos de motorista de transporte por aplicativo

Benefício para passageiros

Maioria das vacinas doadas à África tem validade curta, dizem entidades

Maioria das vacinas doadas à África tem validade curta, dizem entidades

"Isso tornou extremamente difícil para os países planejar campanhas de vacinação", diz comunicado de entidades de saúde

Qual principal perigo traz nova mutação Ômicron e o que pode ser feito? Biólogos explicam

Qual principal perigo traz nova mutação Ômicron e o que pode ser feito? Biólogos explicam

Ante notícias preocupantes sobre a disseminação da nova cepa Ômicron pelo mundo e, possivelmente, sua chegada ao Brasil, a Sputnik Brasil conversou com dois biólogos sobre os perigos que pode trazer essa mutação.

OMS reúne especialistas para criar tratado de combate a pandemias

OMS reúne especialistas para criar tratado de combate a pandemias

Objetivo é que populações não sejam apanhadas desprevenidas

Covid-19: O que se sabe até agora da variante batizada de Ômicron

Covid-19: O que se sabe até agora da variante batizada de Ômicron

Cientistas correm para decifrar genoma de vírus com 50 mutações

Novo Dia D de vacinação contra a Covid-19 no DF  é bem movimentado

Novo Dia D de vacinação contra a Covid-19 no DF é bem movimentado

Maria Rita, mãe de Phelipe, aproveitou o ponto instalado na Feira Central de Ceilândia para vacinar o filho, estudante de 12 anos

A menos de 3 meses de Olimpíada, Maratona de Pequim é cancelada devido à pandemia

A menos de 3 meses de Olimpíada, Maratona de Pequim é cancelada devido à pandemia

Um comunicado oficial foi publicado pelo comitê organizador, afirmando que

Saúde faz novo Dia D da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal

Saúde faz novo Dia D da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal

Desta vez, serão disponibilizados 11 pontos de vacinação, sendo nove em UBSs e dois pontos populares: Rodoviária do Plano Piloto e Feira Central de Ceilândia