×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 27 de novembro de 2021

Pais e bebês prematuros devem ficar juntos, defende campanha

Pais e bebês prematuros devem ficar juntos, defende campanhaFoto: Marcello Casal/Agência Brasil

Hoje é celebrado o Dia Mundial da Prematuridade

Por Heloísa Cristaldo - Repórter Da Agência Brasil - Brasília - 17/11/2021 - 08:05:38

Dados da Organização Pan-americana de Saúde (Opas) indicam que anualmente nascem mais de um milhão de bebês prematuros, pequenos e gravemente doentes, nas Américas. Nesta quarta-feira (17), é celebrado o Dia Mundial da Prematuridade. Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil ocupa a 10ª posição entre as nações onde são registrados mais casos de prematuridade.

O bebê é considerado prematuro, segundo parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS), quando nasce antes das 37 semanas de gestação. Essa foi a principal causa de mortalidade infantil em todo o mundo, segundo a organização.

Amora Dias, de 6 anos, chegou ao mundo com apenas 27 semanas de gestação e 760 gramas. Enfrentou quase três meses de internação em UTI neonatal e uma série de desafios durante o período de internação hospitalar.

“Assim que ela nasceu, já foi para CTI neo e foram 111 dias de internação. Ela teve bastante intercorrência nesse tempo, como ritnopatia da prematuridade, hemorragia intracraniana, crises convulsivas, anemia e precisou de [transfusão de] sangue quatro vezes, foi muita coisa. Por conta da hemorragia, ela tem paralisia cerebral. As pessoas acham que prematuridade é só ganhar peso. Isso é um mito que tentamos combater porque, na verdade, a situação do prematuro é muito grave”, contou Agda Dias, mãe de Amora.

Segundo Agda, a possibilidade de acompanhar de perto e integralmente a recuperação da filha, por meio do método canguru, foi o que amenizou as dificuldades que enfrentava. A medida é indicada pelo Ministério da Saúde para que mães de bebês que nasceram prematuros possam ter contato pele a pele com o filho.

“Peguei a Amora no colo com um mês de internação, porque é muito arriscado pegar antes porque o bebê corre risco com essa manipulação e ali mudou muito a minha relação com ela porque senti o pertencimento, a falta que ela me fazia, de tê-la comigo e depois desse dia, todos os dias fizemos ‘canguru’, disse.

Agda alerta para os desafios e desinformações em torno da prematuridade. Segundo ela, é fundamental buscar psicológico e a troca de informações com mães que enfrentam situações semelhantes. Em virtude do nascimento prematuro, Amora tem paralisia cerebral e comprometimento motor.

“O que a gente lida com a prematuridade é pesadíssimo e a gente não dá conta. Buscar uma ajuda profissional psicológica e até mesmo um psiquiatra para ajudar com medicação, se for preciso, porque é pesado. E buscar compartilhar isso, buscar outras mães que já passaram por isso. A sensação que dá é que só o seu filho está passando por aquilo, a gente não conhece tantos prematuros assim.” Para ajudar pessoas que vivem os mesmos desafios, Agda mantém um perfil com vídeos e fotos das atividades da pequena Amora.

Pais e bebês juntos

Para alertar e informar sobre a prematuridade, a Rede Mundial de Prematuridade realiza anualmente uma campanha de sensibilização. Em todo o mundo, monumentos e prédios públicos são iluminados de roxo para chamar a atenção para a causa, na chamada Global Illumination Initiative.

Neste ano, o foco é a separação zero entre mãe e bebê prematuro, ou seja, permitir que a mãe tenha condições de ficar internada para acompanhar o filho prematuro o tempo todo e que o pai também tenha livre acesso. Em virtude da pandemia de covid-19, o ambiente hospitalar precisou se readequar às normas de segurança, o que acabou separando os bebês de seus pais.

Para a enfermeira neonatal e vice-diretora executiva da ONG Prematuridade.com, Aline Hennemann, o contato direto entre mãe e bebê é fundamental para recuperação da criança.

“O nosso principal desafio hoje é mostrar para as pessoas que o prematuro não é um mini adulto, ele é um ser em formação. O lugar dele seria dentro do útero materno. Dentro das UTIs neonatais, a gente tenta reproduzir o útero materno, então os nossos desafios são levar atenção integral para esse bebê prematuro, para essa família, levar ambulatórios de segmentos que possam fazer o acompanhamento pós alta desse bebê prematuro e dessa família”, explica.

Anualmente, a ONG realiza atividades de sensibilização sobre o nascimento de bebês prematuros no Brasil. Em decorrência da pandemia, as atividades são realizadas de forma virtual este ano. Saiba como participar.

“Em virtude da pandemia de covid-19, a campanha tem sido restrita ao ambiente virtual por meio das redes sociais, com material de sensibilização sobre o assunto”, disse a enfermeira. “Pai e mãe que passam por uma internação em UTI neonatal são comparados a soldados que participaram de uma guerra de tão traumática que é essa internação. E vão além das questões que a prematuridade provoca. Os impactos do nascimento de um bebê prematuro vão muito além do que as sequelas de saúde podem causar. Ela traz um trauma psicológico para as famílias”, afirmou.

O Novembro Roxo, mês da conscientização para os cuidados e prevenção da prematuridade, também alerta sobre o crescente número de partos prematuros, e como preveni-lo, além de informar sobre as consequências do nascimento antecipado para o bebê, para sua família e para a sociedade.

“Hoje, no Brasil, 11,8% dos bebês nascidos vivos são prematuros. A prematuridade é a maior causa de morte infantil antes dos cinco anos. Poucos conhecem isso. A prematuridade causa 10 vezes mais de óbitos de crianças do que o câncer. Então, é muito representativo”, explicou Aline.







Comentários para "Pais e bebês prematuros devem ficar juntos, defende campanha":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Saúde faz novo Dia D da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal

Saúde faz novo Dia D da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal

Desta vez, serão disponibilizados 11 pontos de vacinação, sendo nove em UBSs e dois pontos populares: Rodoviária do Plano Piloto e Feira Central de Ceilândia

Anvisa recomenda restrigir voos da África do Sul e mais 5 países por variante

Anvisa recomenda restrigir voos da África do Sul e mais 5 países por variante

Na declaração, o órgão regulador também destaca a recomendação de se evitar viagens não essenciais, em especial à África do Sul Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

OMS diz que não há urgência para vacinas contra Covid em crianças

OMS diz que não há urgência para vacinas contra Covid em crianças

OMS diz que cabe aos países decidirem vacinar ou não as crianças.

Letargia de higiene pós-Covid pode colocar milhões de pessoas em risco de infecções fatais

Letargia de higiene pós-Covid pode colocar milhões de pessoas em risco de infecções fatais

Especialistas alertam que letargia de higiene pós-Covid pode colocar milhões de pessoas em risco de infecções fatais devido à resistência antimicrobiana

Fiocruz quer saber o que leva pais a rejeitar vacinação de seus filhos

Fiocruz quer saber o que leva pais a rejeitar vacinação de seus filhos

Vacinação de adolescentes em Salvador (BA); desafio do Brasil é aumentar o alcance da imunização

Sobe número de infecções resistentes por causa de abuso a antibióticos nas Américas

Sobe número de infecções resistentes por causa de abuso a antibióticos nas Américas

Hospital na Argentina durante a pandemia de Covid-19

Dose de reforço para pessoas de 57 a 59 anos na próxima segunda-feira

Dose de reforço para pessoas de 57 a 59 anos na próxima segunda-feira

Segundo o subsecretário de Vigilância à Saúde, o DF está pronto para executar a aplicação das doses adicionais

Campanha de Mega Vacinação contra covid-19 começa neste sábado

Campanha de Mega Vacinação contra covid-19 começa neste sábado

Ação terá eventos simultâneos em seis capitais

Pesquisa revela que brasileiros apostaram em hábitos mais saudáveis durante a pandemia

Pesquisa revela que brasileiros apostaram em hábitos mais saudáveis durante a pandemia

Pesquisa da Abbott revela que brasileiros apostaram em hábitos mais saudáveis durante a pandemia e que pretendem continuar cuidando da saúde nos próximos anos

China deve aprovar 1º medicamento contra o vírus da Covid-19 em dezembro

China deve aprovar 1º medicamento contra o vírus da Covid-19 em dezembro

A China deve aprovar, no próximo mês, o primeiro medicamento contra a covid-19 desenvolvido por uma farmacêutica chinesa e baseado no uso de anticorpos monoclonais, capazes de neutralizar o vírus, informou hoje (16) a imprensa estatal.

Mês da prematuridade resgata a importância da presença da mãe com o bebê

Mês da prematuridade resgata a importância da presença da mãe com o bebê

Na pandemia, acesso de mães e pais aos bebês prematuros foi restrito. Com o arrefecimento da covid-19, “separação zero” ajuda no tratamento