×
ContextoExato
Responsive image

“Perdemos quase tudo”: Fundador do Airbnb demitiu 2 mil e cogitou falência

“Perdemos quase tudo”: Fundador do Airbnb demitiu 2 mil e cogitou falênciaFoto:

Após atividades turísticas serem suspensas no mundo todo, empresa teve de demitir quase 2 mil funcionários para se manter

Ranyelle Andrade - Metrópoles - 27/06/2020 - 08:01:06

Nem mesmo uma das startups mais valiosas e rentáveis do mundo estava pronta para crise causada pela pandemia do coronavírus. Em entrevista para a rede americana CNBC, o fundador do Airbnb, Brian Chesky, admitiu que a empresa enfrenta o maior desafio de sua história.

“Demoramos 12 anos para construir o Airbnb e perdemos quase tudo em questão de quatro a seis semanas”, revelou Chesky.

A startup , então, resolveu reduzir drasticamente seus custos, demitindo 1,9 mil pessoas, o equivalente a 25% do pessoal, logo no início da pandemia. Além disso, gastos com marketing e outros setores de apoio foram eliminados.

“Foi uma experiência horrível. Não sabemos quanto tempo essa tormenta vai nos atingir. Esperamos o melhor, mas nos preparamos para o pior”, justificou o empresário.

O corte de funcionários foi bastante criticado.

O Airbnb, no entanto, defende que a medida foi essencial para os negócios. “Se tivermos outra quarentena ou várias quarentenas, se as comunidades continuarem obrigadas a fechar e o turismo parar, estaremos bem com as mudanças que fizemos”, afirmou o empresário.

Comentários para "“Perdemos quase tudo”: Fundador do Airbnb demitiu 2 mil e cogitou falência":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório