×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 21 de maio de 2022

Recursos para resposta à epidemia de HIV/Aids caíram US$ 1 bilhão em 2018

Recursos para resposta à epidemia de HIV/Aids caíram US$ 1 bilhão em 2018Foto: Schermbrucker/Unicef

Bebê é testado para HIV na República Democrática do Congo.

Onu News - 02/12/2019 - 11:19:11

Em mensagem sobre Dia Mundial de Combate à Aids, marcado no 1º de dezembro, secretário-geral pediu mais esforços da comunidade internacional; cerca de 23 milhões de pessoas vivendo com o vírus receberam tratamento no ano passado.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que acabar com a epidemia de Aids até 2030, como definido nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, “exigirá um esforço por parte de todos.”


Este domingo, 1º de dezembro, marca o Dia Mundial de Combate à Aids. O tema esse ano é “As comunidades fazem a diferença”.

Em 2018, cerca de 37,9 milhões de pessoas viviam com HIV em todo o mundo. Foto: Aliança da Saúde Pública / Ucrânia

Progressos

Em mensagem sobre o dia, Guterres afirmou que “as Nações Unidas, governos, sociedade civil e outros parceiros têm atuado juntos para aumentar o acesso aos serviços de saúde e parar as novas infecções.”

No ano passado, cerca de 37,9 milhões de pessoas viviam com HIV em todo o mundo. Dessas, mais de 23 milhões receberam tratamento.

Segundo o chefe da ONU, “comunidades em todo o mundo estão no centro desta resposta, ajudando às pessoas a cobrarem seus direitos, promovendo acesso a serviços sociais e de saúde livres de estigma.”

As comunidades também “garantem que esses serviços cheguem aos mais vulneráveis e marginalizados, pressionando por mudanças em leis discriminatórias.”

Obstáculos

O secretário-geral disse que, ainda assim, existem várias necessidades. Apesar do número recorde de pessoas infectadas, os recursos para a resposta caíram US$ 1 bilhão no ano passado.

Para António Guterres, mais do que nunca é preciso “aproveitar o papel de organizações lideradas por comunidades que defendem seus pares, fornecem apoio e serviços para pessoas com HIV e defendem os direitos humanos.”

Ele disse que, quando as comunidades se engajam, mudanças acontecem e investimentos são traduzidos em resultados.

O chefe da ONU termina a mensagem dizendo que, com as comunidades, é possível acabar com a Aids.

Teste de HIV acessível - um passo importante no combate ao vírus. Foto: Aliança da Saúde Pública/Ucrânia

Comunidades

Sobre o tema desse ano, a diretora-executiva do Unaids, Winnie Byanyima, disse que, sem comunidades, não existiriam 24 milhões de pessoas fazendo tratamento.

Ela lembrou o exemplo de Jeanne, uma mulher do Burundi que, há 25 anos, foi a primeira pessoa a revelar que estava vivendo com o vírus. Hoje, ela se tornou ativista e luta pelo direito à assistência médica.

Depois de Jeanne, vieram outros ativistas mais jovens, como Yana, de 20 anos, que nasceu com HIV na Ucrânia. Yana fundou o Teenergizer, um grupo que reúne jovens em toda a Europa Oriental.

Fiacre, ativista que vive na República Centro-Africana, atravessa uma zona de conflito de bicicleta para recolher antirretrovirais para ele e para um grupo que apoia.

Governos

Para a chefe do Unaids, estes exemplos mostram “como as comunidades fazem a diferença em todo o mundo.” Ainda assim, “estas inúmeras contribuições não podem substituir a responsabilidade dos governos.”

Segundo ela, os países-membros assumiram o compromisso de que pelo menos 30% dos serviços de HIV sejam chefiados por membros da comunidade. Além disso, 6% de todo o financiamento para esta luta deve ser usado em serviços de mobilização da comunidade.

Winnie Byanyima termina sua mensagem pedindo que “os governos abram espaço para que os ativistas possam fazer o trabalho que fazem melhor.”

Comentários para "Recursos para resposta à epidemia de HIV/Aids caíram US$ 1 bilhão em 2018":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
10 artistas que emplacaram apenas uma música de sucesso

10 artistas que emplacaram apenas uma música de sucesso

Ter uma carreira estável na música é bastante difícil, e esses artistas, infelizmente, não conseguiram manter o sucesso com novos trabalhos

Relançamento da coletânea 'Exílios e Poeiras' traz obra menos conhecida de Joyce

Relançamento da coletânea 'Exílios e Poeiras' traz obra menos conhecida de Joyce

Há notas melancólicas também nos 36 poemas que Joyce publicou em seu primeiro livro

Livro reúne 70 obras do pintor José Antonio da Silva

Livro reúne 70 obras do pintor José Antonio da Silva

Trata-se de uma obra fundamental para conhecer aspectos da vida e obra de Silva raramente explorados em outras publicações.

Revista portuguesa publica artigo de Juiz do TJDFT sobre inovação

Revista portuguesa publica artigo de Juiz do TJDFT sobre inovação

No texto, o magistrado do TJDFT trata da abordagem do New Public Service, no âmbito dos estudos ligados à Administração

Verdades que ninguém te conta: A importância de falar sobre a maternidade real

Verdades que ninguém te conta: A importância de falar sobre a maternidade real

Livro recém-lançado pela Editora MOL em parceria com a Tip Top reúne relatos de mulheres sobre os desafios reais que chegam com a vida de mãe, como as mudanças no corpo e os julgamentos externos

Bolsonaro veta integralmente Lei Aldir Blanc, que previa R$ 3 bilhões anuais ao setor cultural

Bolsonaro veta integralmente Lei Aldir Blanc, que previa R$ 3 bilhões anuais ao setor cultural

Texto de autoria da deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) calcula que medida alcançaria 4.176 municípios brasileiros

Cópia restaurada de 'Deus e o Diabo na Terra do Sol' será exibida em Cannes

Cópia restaurada de 'Deus e o Diabo na Terra do Sol' será exibida em Cannes

A última versão digitalizada do filme é de 2002 e tem qualidade inferior à atual

Autora estreante lança livro criado a partir do desejo de se comunicar durante a pandemia

Autora estreante lança livro criado a partir do desejo de se comunicar durante a pandemia

“Quando escrevo, é para me lembrar da esperança que eu mesma sei que tenho”, diz Nathália Ferreira

Eu acredito no livro!

Eu acredito no livro!

Numa necessidade rápida, até podemos contar com um trago de águas quase podres, mas para a vida, para beber água viva, o livro é o único lugar onde nos encontraremos com a civilização, com o melhor dela

Ribeirão Preto celebra a literatura nacional com o 'Revolução Poética na Fábrica'

Ribeirão Preto celebra a literatura nacional com o 'Revolução Poética na Fábrica'

Serão cindo dias de programação gratuita, reunindo 14 autores de referência do universo cultural brasileiro

Capas influenciam quase 30% das crianças na escolha do livro

Capas influenciam quase 30% das crianças na escolha do livro

Diante das diversas motivações que podem influenciar na escolha de um livro antes da compra, a capa é uma das mais citadas pelos entrevistados, em especial entre as crianças