×
ContextoExato

Religiosos defendem que é cedo para a reabertura de igrejas e templos no Nordeste

Religiosos defendem que é cedo para a reabertura de igrejas e templos no NordesteFoto: Brasil de Fato | Recife (PE)

Mesmo com decretos estaduais permitindo reabertura, pastor e padre pedem "prudência" e "responsabilidade"

Marcos Barbosa - Brasil De Fato | Recife (pe) - 02/07/2020 - 16:54:56

Em Pernambuco, as igrejas e templos religiosos que estavam fechados desde março, devido ao isolamento social para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus, já estão autorizados a reabrir.

Apesar da proposta de uma flexibilização gradual, que permitiu uma ocupação de até 30% da capacidade dos locais, existem líderes religiosos com opiniões contrárias a essas medidas e que têm optado por não retomar as reuniões presenciais.


O pastor recifense André Paegle, da Igreja Evangélica Batista de Casa Amarela (Iebca), explica que a igreja tem mantido o isolamento social e atuado em ações de solidariedade durante a pandemia, além dos cultos online. "Há um sentimento de responsabilidade. Nós temos a consciência clara de que não estamos isolados do mundo. Nós fazemos parte de um corpo social. É exatamente a responsabilidade de cada indivíduo e de cada instituição que irá reduzir os danos dessa pandemia. Por isso que a nossa igreja, desde o início, aderiu ao isolamento social. Nós, como igreja, decidimos não fazer essa reabertura logo de imediato. Achamos mais sábio observar as repercussões que essa reabertura vai exercer no nosso bairro e na nossa cidade", reitera.

:: Como as famílias brasileiras vêm praticando a fé em meio ao isolamento social? ::

Pernambuco não é o único estado nordestino que tem flexibilizado as medidas de distanciamento para os templos religiosos. No Ceará, estado mais impactado pela pandemia na região até o momento, a porcentagem de limite permitido de ocupação das igrejas é de até 20%.

Outros estados têm anunciado medidas semelhantes nas últimas semanas. Ainda no mês de maio, o Rio Grande do Norte, por meio de portaria publicada, passou a recomendar a organização de filas, dentro e fora das igrejas, com distância mínima prevista, além de frequência simultânea de até 20 pessoas.

:: Com maior procura, igrejas mantêm atendimento virtual e ações sociais na pandemia ::

Mesmo assim, dois meses após a portaria estadual, o padre Roberio Camilo, que atua na capital potiguar, afirma que ainda é cedo para uma reabertura na comunidade em que atua.

"As ruas são estreitas, as casas são pequenas , as famílias são numerosas, normalmente nas casas só tem um banheiro e muita gente dentro das casas. Não temos como controlar nas periferias que só vão assistir missa 15 pessoas, 20 pessoas, é impossível. Então, sejamos prudentes e vamos dar um tempo maior para este retorno ", conclui.


Confira na reportagem em vídeo:

Fonte: BdF Pernambuco

Edição: Monyse Ravena e Leandro Melito

Comentários para "Religiosos defendem que é cedo para a reabertura de igrejas e templos no Nordeste":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório