×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 27 de novembro de 2021

Sobe número de infecções resistentes por causa de abuso a antibióticos nas Américas

Sobe número de infecções resistentes por causa de abuso a antibióticos nas AméricasFoto: OMS/Opas

Hospital na Argentina durante a pandemia de Covid-19

Agência Onu News De Noticias - 20/11/2021 - 17:27:38

Número de casos aumentaram durante pandemia quando muitos utilizaram remédio como cloroquina e ivermectina, que não têm eficiência comprovada, segundo a Organização Mundial da Saúde, OMS; agência pede uso responsável do uso de antimicrobianos para evitar criação de resistência.

Países das Américas relataram ao braço da Organização Mundial da Saúde, OMS, na região, um aumento de casos de resistência a medicamentos e antibióticos.

As notificações subiram durante a pandemia da Covid-19 quando as pessoas buscaram tratamento. A informação é da diretora da Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, Carissa Etienne.

A ivermectina é um medicamento antiparasitário de uso comum, usado para tratar doenças parasitárias, como a sarna e piolho.

OMS África

A ivermectina é um medicamento antiparasitário de uso comum, usado para tratar doenças parasitárias, como a sarna e piolho.

Eficiência

Segundo ela, durante a pandemia o uso abusivo de ivermectina e de cloroquina, que a agência afirma não ter qualquer eficiência no tratamento, agravou a situação. A chefe da Opas contou que durante a crise, mais de 90% dos pacientes de Covid hospitalizados foram tratados com esses medicamentos. Mas apenas 7% realmente precisavam do remédio para conter a infecção.

Um outro antibiótico usado contra a pandemia foi a azitromicina, apesar de uma forte corrente de evidências indicando que esses remédios não tinham qualquer benefício contra a Covid.

Um outro antibiótico usado contra a pandemia foi a azitromicina, apesar de uma forte corrente de evidências indicando que esses remédios não tinham qualquer benefício contra a Covid

NIH

Um outro antibiótico usado contra a pandemia foi a azitromicina, apesar de uma forte corrente de evidências indicando que esses remédios não tinham qualquer benefício contra a Covid

Intubação

A agência da ONU chamou a atenção ainda para o uso desnecessário de procedimentos invasivos como intubação e ventilação mecânica. Muitas Unidades de Tratamento Intensivo, UTIs, passaram a operar com até três vezes a capacidade que tinham.

A superlotação também colocou pressão sobre os profissionais de saúde e causou a falta de material de proteção pessoal como luvas, uniformes e outros itens que levaram ao aumento das infecções no hospital.

Carissa Etienne lembrou que os medicamentos antimicrobianos são fabricados para salvar vidas, e que precisam ser administrados com responsabilidade para evitar que a bactéria crie uma resistência com o passar do tempo.

A Opas pede às pessoas que continuem se vacinando e que se cuidem nos períodos de festas de fim de ano por causa das aglomerações

Foto: PAHO/Santiago Rovella

A Opas pede às pessoas que continuem se vacinando e que se cuidem nos períodos de festas de fim de ano por causa das aglomerações

Festas de fim de ano

Vários países nas Américas incluindo Argentina, Uruguai, Equador, Guatemala e Paraguai já notificaram o aumento de casos de resistência antimicrobiana.

Etienne afirma que toda região deve cooperar para resolver o problema.

O combate à epidemia tem melhorado nas Américas com uma redução de 5% nos níveis de novas infecções em países como Estados Unidos, Brasil e Colômbia assim como em nações da América Central, e da América do Sul incluindo Chile, Bolívia e Chile.

A Opas pede às pessoas que continuem se vacinando e que se cuidem nos períodos de festas de fim de ano por causa das aglomerações.

Comentários para "Sobe número de infecções resistentes por causa de abuso a antibióticos nas Américas":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Saúde faz novo Dia D da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal

Saúde faz novo Dia D da vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal

Desta vez, serão disponibilizados 11 pontos de vacinação, sendo nove em UBSs e dois pontos populares: Rodoviária do Plano Piloto e Feira Central de Ceilândia

Anvisa recomenda restrigir voos da África do Sul e mais 5 países por variante

Anvisa recomenda restrigir voos da África do Sul e mais 5 países por variante

Na declaração, o órgão regulador também destaca a recomendação de se evitar viagens não essenciais, em especial à África do Sul Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

OMS diz que não há urgência para vacinas contra Covid em crianças

OMS diz que não há urgência para vacinas contra Covid em crianças

OMS diz que cabe aos países decidirem vacinar ou não as crianças.

Letargia de higiene pós-Covid pode colocar milhões de pessoas em risco de infecções fatais

Letargia de higiene pós-Covid pode colocar milhões de pessoas em risco de infecções fatais

Especialistas alertam que letargia de higiene pós-Covid pode colocar milhões de pessoas em risco de infecções fatais devido à resistência antimicrobiana

Fiocruz quer saber o que leva pais a rejeitar vacinação de seus filhos

Fiocruz quer saber o que leva pais a rejeitar vacinação de seus filhos

Vacinação de adolescentes em Salvador (BA); desafio do Brasil é aumentar o alcance da imunização

Dose de reforço para pessoas de 57 a 59 anos na próxima segunda-feira

Dose de reforço para pessoas de 57 a 59 anos na próxima segunda-feira

Segundo o subsecretário de Vigilância à Saúde, o DF está pronto para executar a aplicação das doses adicionais

Campanha de Mega Vacinação contra covid-19 começa neste sábado

Campanha de Mega Vacinação contra covid-19 começa neste sábado

Ação terá eventos simultâneos em seis capitais

Pesquisa revela que brasileiros apostaram em hábitos mais saudáveis durante a pandemia

Pesquisa revela que brasileiros apostaram em hábitos mais saudáveis durante a pandemia

Pesquisa da Abbott revela que brasileiros apostaram em hábitos mais saudáveis durante a pandemia e que pretendem continuar cuidando da saúde nos próximos anos

China deve aprovar 1º medicamento contra o vírus da Covid-19 em dezembro

China deve aprovar 1º medicamento contra o vírus da Covid-19 em dezembro

A China deve aprovar, no próximo mês, o primeiro medicamento contra a covid-19 desenvolvido por uma farmacêutica chinesa e baseado no uso de anticorpos monoclonais, capazes de neutralizar o vírus, informou hoje (16) a imprensa estatal.

Pais e bebês prematuros devem ficar juntos, defende campanha

Pais e bebês prematuros devem ficar juntos, defende campanha

Hoje é celebrado o Dia Mundial da Prematuridade

Mês da prematuridade resgata a importância da presença da mãe com o bebê

Mês da prematuridade resgata a importância da presença da mãe com o bebê

Na pandemia, acesso de mães e pais aos bebês prematuros foi restrito. Com o arrefecimento da covid-19, “separação zero” ajuda no tratamento