×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 29 de janeiro de 2022

América Latina e Caribe podem cortar consumo pela metade e reduzir pobreza

América Latina e Caribe podem cortar consumo pela metade e reduzir pobrezaFoto: Jade Queiroz/Mtur

Algumas propostas do relatório incluem medidas já testadas em cidades como Fortaleza, no Brasil, com o sistema de transporte público

Agência Onu News De Noticias - 25/12/2021 - 07:49:52

Estudo do Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma, revela que se mudanças sustentáveis forem adotadas ainda nesta década região conseguirá cortar em 50% utilização de combustíveis fósseis, minerais e alimentos enquanto diminui desigualdades; transporte de Fortaleza é citado como exemplo.

Se não for tomada nenhuma ação até 2050, as cidades da América Latina e do Caribe consumirão de duas a quatro vezes mais recursos acima dos limites aceitáveis de sustentabilidade.

Mulher sem-teto sentada em Potosí, na Bolívia. Em 40 anos, o ambiente construído das cidades cresceu 99% quase simultaneamente à população urbana

OIT/Marcel Crozet

Mulher sem-teto sentada em Potosí, na Bolívia. Em 40 anos, o ambiente construído das cidades cresceu 99% quase simultaneamente à população urbana

O cálculo consta de um estudo das Nações Unidas que analisou os padrões de consumo de recursos naturais e as taxas de desigualdade e pobreza na região. Um dos exemplos do estudo é o sistema de transporte público de Fortaleza, no Brasil.

Eficiência

Segundo o Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma, o relatório oferece um guia para aumento da eficiência dos recursos em centros urbanos por meio de circularidade, melhor conectividade, restauração de ecossistemas entre outros pontos.

Recursos como combustíveis fósseis, minerais e alimentos podem ser reduzidos pela metade ao mesmo tempo em que os governos lutam para erradicar a pobreza e a desigualdade nessa que é considerada a região mais desigual do mundo.


A publicação, divulgada em meados de dezembro, foi compilada em parceria com o Painel Internacional de Recurso, IRP na sigla em inglês, que espera até 2050, um acréscimo de dois a quatro vezes mais no consumo de recursos, além do que é considerado sustentável.

Ecossistema

Se nada for feito, haverá uma degradação severa dos ecossistemas. Os países e os governos locais devem planejar suas recomendações em quatro eixos: transporte e mobilidade sustentável, prédios eficientes e sustentáveis, gerenciamento de lixo, água e esgoto para reduzir o consumo, o desperdício, o impacto ambiental negativo e as emissões de gás que causam o efeito estufa. O estudo: O peso das Cidades na América Latina e no Caribe: Exigências de Futuros Recursos e Potenciais Cursos de Ação elenca todas as recomendações.

As cidades são parceiras vitais na luta contra a crise climática porque elas geram até 75% das emissões de CO2. Políticas acertadas poderiam ainda ajudar a reduzir em 30% a poluição das indústrias.

Cidade do México durante a pandemia de Covid-19

ONU Mexico/Alexis Aubin

Cidade do México durante a pandemia de Covid-19

Brasil e México

A pesquisa indica que as cidades latino-americanas e caribenhas consumiram entre 12.5 e 14.4 toneladas per capita de recursos, anualmente, em 2015. Mais da metade do estoque de material da região estava concentrado em cidades do Brasil (38,1%), e do México (21,1%).

Até 2050, a população da região deverá alcançar 680 milhões de pessoas, e o consumo doméstico pode subir para 25 toneladas per capita, bem acima da média de 6 a 8 toneladas, consideradas dentro do limite da sustentabilidade.

A diretora regional do Pnuma para a região, Jacqueline Álvarez, disse que muitos latino-americanos e caribenhos sofrem com os efeitos do uso insustentável dos recursos naturais. Para ela, o planejamento é fundamental caso a região queira viver de forma harmoniosa com a natureza e se recuperar dos efeitos da pandemia.

Os autores do relatório também pedem à região que intensifique suas estratégias de planejamento urbano

Agência Brasil/Marcelo Camargo

Os autores do relatório também pedem à região que intensifique suas estratégias de planejamento urbano

Lixo orgânico

Os autores do relatório também pedem à região que intensifique suas estratégias de planejamento urbano. Uma das sugestões é investir na criação de postos de trabalho, serviços e centros urbanos bem conectados com transporte acessível.

Para o Pnuma, as cidades precisam de edifícios mais sustentáveis que promovam a circularidade, reciclem lixo orgânico e melhorem o gerenciamento hídrico para incluir o tratamento e reutilização desse recurso assim como a restauração de sistemas de água doce.

Algumas propostas do relatório incluem medidas já testadas em cidades como Fortaleza, no Brasil, com o sistema de transporte público, e que inclui grandes áreas para pedestres e ciclistas, assim como a coleta de água na Cidade do México e o projeto de calefação do distrito de Temuco, no Chile.

Preparo

Em 40 anos, o ambiente construído das cidades cresceu 99% quase simultaneamente à população urbana, que aumentou 95%. A falta de preparo para acolher este crescimento com infraestrutura adequada agravou a desigualdade social e injustiça ambiental.

O estudo recomenda às autoridades a aumentar os recursos para cidades intermediárias que crescem a um ritmo mais rápido que a média. Eles sugerem ainda alianças em níveis municipal, estadual, regional e federal

Comentários para "América Latina e Caribe podem cortar consumo pela metade e reduzir pobreza":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório

"Que seja transparente”, diz Erika Hilton sobre regulamentação do Fundo de Combate à Fome

Em entrevista ao Brasil de Fato, Hilton afirmou que a importância da legislação é “gigantesca”

Projeto leva atividades esportivas para pessoas com deficiência no DF

Projeto leva atividades esportivas para pessoas com deficiência no DF

Inscrição é gratuita e pode ser feita pela internet

Resolução da Assembleia Geral pede atuação de redes sociais contra negação ao Holocausto

Resolução da Assembleia Geral pede atuação de redes sociais contra negação ao Holocausto

Resolução da Assembleia Geral elogia nações que se envolveram ativamente na preservação dos locais que serviram como campos de extermínio nazistas

Estudantes brasileiros analisam impacto da pandemia na alimentação escolar

Estudantes brasileiros analisam impacto da pandemia na alimentação escolar

Com o fechamento das escolas, em março passado, bilhões de merendas deixaram de ser distribuídas em todo o globo

Vara da Infância e da Juventude do DF lança campanha para arrecadar material escolar

Vara da Infância e da Juventude do DF lança campanha para arrecadar material escolar

A ação é coordenada pelo programa social da VIJ-DF, Rede Solidária Anjos do Amanhã

Polícia divulga suspeito pela morte de Beatriz Mota; saiba quais os próximos passos do processo

Polícia divulga suspeito pela morte de Beatriz Mota; saiba quais os próximos passos do processo

Beatriz foi encontrada sem vida após golpes de faca no momento em que ocorria uma festa na escola onde estudava

TJDFT: Maria da Penha Vai à Escola é incluído em Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio

TJDFT: Maria da Penha Vai à Escola é incluído em Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio

Como parceiro institucional, o TJDFT participou, ainda, da instalação dos Núcleos Integrados de Atendimento à Mulher – NUIAMs, uma iniciativa da Polícia Civil do DF, que também consta no Plano Nacional de Enfrentamento ao Feminicídio

Funai de Bolsonaro é pior que a de 1968, diz indigenista que enfrentou a ditadura militar

Funai de Bolsonaro é pior que a de 1968, diz indigenista que enfrentou a ditadura militar

Egydio Schwade:

Família Acolhedora: Cuidado para as crianças que mais precisam

Família Acolhedora: Cuidado para as crianças que mais precisam

O acolhimento, previsto pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, não deve ultrapassar os 18 meses e tem como objetivo a reintegração familiar ou o encaminhamento para família substituta

Solidariedade: Esperança e alimento para milhões de brasileiros que não têm o que comer

Solidariedade: Esperança e alimento para milhões de brasileiros que não têm o que comer

De acordo com a Rede Penssan, 55,2% das pessoas no país vivem algum nível de insegurança alimentar

E se você tivesse o poder de mudar o futuro? Você pode salvar uma vida

E se você tivesse o poder de mudar o futuro? Você pode salvar uma vida

Por onde você começaria?