×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de maio de 2022

Brasil concentra mais de 85% dos casos de sarampo nas Américas em 2019, diz Opas

Brasil concentra mais de 85% dos casos de sarampo nas Américas em 2019, diz OpasFoto: Unicef/Giacomo Pirozzi

O segundo país com mais número de casos de sarampo foram os Estados Unidos com 1.276, seguidos pela Venezuela com 552 infecções.

Onu News - 27/12/2019 - 19:38:42

Estados Unidos vêm em segundo lugar seguidos pela Venezuela; Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, apoiou autoridades brasileiras com quase 24 milhões de doses de vacina contra a doença.

O Brasil teve este ano 13.488 casos de sarampo, o maior número de ocorrências das Américas. O número equivale a mais de 85% do total de casos. Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, a região teve mais de 15,8 mil notificações em 14 países.


O segundo país com mais número de casos de sarampo foram os Estados Unidos com 1.276, seguidos pela Venezuela com 552 infecções.

A OMS recomenda que os países mantenham a cobertura de vacinas num mínimo de 95%. Foto: Opas

Vacinas

Para combater o surto, a Opas despachou para o Brasil um lote de 23.592 milhões de doses de vacina, que também se aplica à caxumba e à rubéola, conhecida como a vacina tríplice.

Recentemente, o Brasil ultrapassou a média de 95% de cobertura com a primeira dose da vacina tríplice viral.

A imunização foi fornecida a 99,4% a crianças com idade de até um ano. Para a Opas, o resultado quase universal deu-se através da cooperação da Organização Mundial da Saúde com o Ministério e as Secretarias de Saúde brasileiros.

Meta

O Ministério da Saúde do Brasil informou que foi a melhor campanha de vacinação contra o sarampo dos últimos cinco anos.

Entretanto, oito estados e o Distrito Federal estão ainda por alcançar o mínimo de 95% dessa meta. o Pará chegou a 85,4%, Roraima 87,9%, Bahia 88,9%, Maranhão 90%, Acre 91,4%, Piauí 91,9%, Distrito Federal 93,7%, São Paulo 93,9% e Amapá 94,9% da meta.

Em nível regional, a Colômbia teve 230 casos de sarampo, o Canadá 113 e a Argentina 85. Já o México registrou 20 pacientes, Chile 11, Costa Rica 10, e o Uruguai nove, as Bahamas três e o Peru dois. Os países com menos casos foram Cuba e a ilha caribenha de Curaçao com uma notificação cada um.

A OMS recomenda que os países mantenham a cobertura de vacinas num mínimo de 95%. As principais recomendações incluem manter a vigilância, prestar serviços de saúde e trabalhar com a informação ao público.

Casos Suspeitos

A Opas quer aumentar a imunidade da população, detectar ou dar uma resposta rápida aos casos suspeitos de sarampo.

O levantamento destaca que também é importante vacinar as populações em risco, como profissionais da saúde, dos setores de turismo e transporte e viajantes internacionais. Outra recomendação é acompanhar a chegada de estrangeiros e os fluxos de pessoas.

O pedido feito aos países é que cumpram o plano para imunizar cidadãos migrantes e residentes nas fronteiras movimentadas dando prioridade às populações em risco. Os viajantes internacionais que tiverem mais de seis meses devem receber a vacina se não se vacinaram ou não têm como provar a imunização.

Comentários para "Brasil concentra mais de 85% dos casos de sarampo nas Américas em 2019, diz Opas":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório

"Democracia latino-americana está envenenada", afirma ex-presidente uruguaio Pepe Mujica

Em evento no Uruguai, o político aposentado cobrou uma união da população para barrar governos autoritários

Dia Internacional das Famílias destaca impacto da urbanização sobre os lares

Dia Internacional das Famílias destaca impacto da urbanização sobre os lares

A ONU marca em 15 de maio o Dia Internacional das Famílias com foco na urbanização e como melhorar a vida das pessoas nas cidades

Coreia do Norte confirma 21 novas mortes suspeitas de Covid-19

Coreia do Norte confirma 21 novas mortes suspeitas de Covid-19

Apesar das medidas restritivas para evitar a circulação de pessoas entre cidades, as descrições da mídia estatal norte-coreana indicam que a população não está confinada.

Espera de entrevista para visto norte-americano chega a 354 dias em SP

Espera de entrevista para visto norte-americano chega a 354 dias em SP

Nos demais consulados no país a demora é menor

"Sem Caribe, não há América": campanha busca visibilizar a necessidade da integração regional

Economista haitiano propõe uma "pedagogia das revoluções" como estratégia contra o domínio imperialista em toda a região

Filmes, livros e contos são recursos para quem quer saber mais sobre o Japão

Filmes, livros e contos são recursos para quem quer saber mais sobre o Japão

Conhecer alguns termos e palavras principais na língua japonesa também é uma forma de saber mais sobre o país, além de ajudar a se sentir mais próximo da cultura

Profissionais de MSF seguem detidos injustamente há 4 meses em Camarões

Profissionais de MSF seguem detidos injustamente há 4 meses em Camarões

Organização pede libertação imediata de enfermeira e motorista presos após socorrerem ferido

Norma internacional previne acidentes e incidência de doenças no trabalho

Norma internacional previne acidentes e incidência de doenças no trabalho

Campanha Abril Verde busca estimular a notificação de acidentes e doenças ocupacionais no país.

EUA: Republicanos ameaçam isenção fiscal da Disney por oposição a leis anti-LGBT

EUA: Republicanos ameaçam isenção fiscal da Disney por oposição a leis anti-LGBT

Alguns republicanos temem que as iniciativas possam sair pela culatra com eleitores moderados, que não concordam com uma agenda anti-LGBT.

OMS continua investigando causas de hepatite aguda em crianças na Europa

OMS continua investigando causas de hepatite aguda em crianças na Europa

Criança recebe vacina contra hepatite B, porém casos recentes não foram associados aos vírus tradicionais.

Macron é o 1º presidente reeleito na França em 20 anos; Le Pen reconhece derrota

Macron é o 1º presidente reeleito na França em 20 anos; Le Pen reconhece derrota

Cinco anos atrás, Macron conquistou uma vitória expressiva também sobre Marine. Na ocasião, ele se tornou o mais jovem presidente francês.