×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 27 de novembro de 2021

Câmara recria Ministério do Trabalho, mas extinção da pasta por mais de 2 anos trará impactos

Câmara recria Ministério do Trabalho, mas extinção da pasta por mais de 2 anos trará impactosFoto: EBC

Os impactos da extinção da pasta por mais de dois anos poderão ser feitos mais adiante

Caroline Oliveira* - Brasil De Fato | São Paulo (sp) - 18/11/2021 - 01:19:17

Para parlamentares, a recriação da pasta atende somente a interesses políticos; texto ainda segue para o Senado

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (16), por 391 a 21 votos, o projeto de lei de conversão à Medida Provisória (MP) 1.058, que recriou o Ministério do Trabalho e Previdência. Agora a proposta segue para o Senado.

::Ministério do Trabalho não existe em site de transparência federal; pasta foi criada há 2 meses::

No total, a pasta ficou extinta por dois anos e sete meses, de janeiro de 2019 a julho de 2021. Nesse período, “o trabalhador passou a ser tratado como uma mercadoria”, afirma Ana Amélia Mascarenhas Camargos, vice-presidente da Academia Paulista de Direito do Trabalho (APDT) e professora de Direito do Trabalho e Direito Coletivo do Trabalho da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

“Tanto a Justiça do Trabalho, o direito do trabalho, sindicatos e o Ministério do Trabalho são extremamente importantes no mundo capitalista, porque protegem o trabalhador, no sentido de evitar que sejam tratados como mercadoria. O objetivo principal desses órgãos é responder ao princípio do direito do trabalho, que é que o trabalhador não seja tratado como mercadoria, mas com a dignidade de uma pessoa humana”, afirma Camargos.

Nesse sentido, “quando o governo desmonta o Ministério do Trabalho e o vincula ao Ministério da Economia, ele está sinalizando exatamente o contrário do que determina a sociedade civilizada e o direito do trabalho. Eles estão olhando o trabalhador com um viés econômico, ou seja, como uma mercadoria”.

::Extinção do Ministério do Trabalho: o que mudou após um ano?::

Na avaliação da professora, um Ministério do Trabalho forte é importante não somente para o trabalhador, mas também para o empregador, uma vez que desta forma todos os lados têm claro quais são as regras que estabelecem os limites e os deveres dessa relação.

“Se existe Ministério do Trabalho trata de determinadas regras, como medicina e segurança do trabalho, de uma forma clara, o empregador sabe como conduzir o negócio dele, ele tem parâmetros.”

Agora, os dimensionamentos da extinção da pasta por mais de dois anos poderão ser feitos mais adiante. “Nós vamos sentir os reflexos mais para frente.” Mas, para Camargos, o atual chefe da pasta, Onyx Lorenzoni tampouco tem outra visão que não seja a do trabalhador como uma mercadoria, defende a professora.

:: Fiscalização pode ser prejudicada com fim do Ministério do Trabalho ::

Extinção foi erro

Críticas também foram feitas durante a votação da medida no plenário da Câmara. Para o relator da MP, José Nelto (Pode-GO), o Ministério deveria ter sido mantido desde o início. “Jamais poderia ter sido extinto por qualquer governo que preza pelos trabalhadores e empresários.”

Nelto criticou a criação, no início do governo, do “super ministério” comandado por Paulo Guedes, a quem chamou de incompetente. “Já deveria ter pegado o boné e ido embora há muito tempo”, disse. Para ele, o governo deveria criar “um programa urgente e forte” de qualificação profissional.

Veja também:



Emprego só para Onyx

Vários parlamentares destacaram que a recriação do Ministério do Trabalho simplesmente atende a uma conveniência política. “Não há nenhum projeto de fortalecer as relações trabalhistas, os direitos, de melhorar a supervisão sobre o trabalho, de reforçar as condições de funcionamento da Previdência Social”, afirmou Jorge Solla (PT-BA).

Trata-se de “apenas um cargo de ministro para Onyx Lorenzoni. Qual foi a primeira medida do ministro para atender os interesses bolsonaristas? Uma portaria para não permitir que os não vacinados fossem demitidos”.

O deputado Rogério Correia (PT-MG) classificou o governo de “errático”, criando “desministérios”. “Não se pode ter um Ministério do Trabalho e não ter política de emprego. ” E Paulo Ramos (PDT-RJ) acrescentou que o governo entregou o Trabalho ao “ministério do capital”, referindo-se à Economia. “Nem a ditadura ousou acabar com o Ministério do Trabalho.”

Estelionato eleitoral

Mesmo aliados eventuais criticaram a proposta. Para Tiago Mitraud (Novo-MG), o presidente da República "comete dois grandes estelionatos eleitorais, de vários que ele vem colecionando a cada dia”. O primeiro, segundo ele, se refere à promessa de ter apenas 15 ministérios – agora, já são 23. Além disso, afirmou, a recriação da pasta surge apenas para “selar a aliança” com o centrão. Assim, criticou, o ministério foi criado não para criar política de emprego, mas para dar “emprego” a Onyx Lorenzoni.

Também Bira do Pindaré (PSB-MA) disse que votaria a favor da recriação da pasta. Mas observou que a MP “revela o quanto esse governo Bolsonaro representa o que há de pior na política brasileira”. Segundo o deputado, tanto os motivos que levaram à extinção como os que agora levam ao retorno do ministério “são os piores possíveis”.

*Com informações da redação da Rede Brasil Atual.

Edição: Vivian Virissimo

Comentários para "Câmara recria Ministério do Trabalho, mas extinção da pasta por mais de 2 anos trará impactos":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Mais de 200 mil aposentados do Executivo fazem a prova de vida digital

Mais de 200 mil aposentados do Executivo fazem a prova de vida digital

Serviço é oferecido pelos aplicativos SouGov e Gov.br e pelo BB

Huawei gera 96,5 mil empregos na América Latina e Caribe

Huawei gera 96,5 mil empregos na América Latina e Caribe

Relatório da Oxford Economics aponta que a Huawei foi responsável por 28.400 empregos no Brasil, 14.150 empregos na Colômbia e 13.150 empregos no México, em 2019

Agências do trabalhador oferecem 443 vagas em 48 profissões

Agências do trabalhador oferecem 443 vagas em 48 profissões

Uma das áreas que mais está contratando é a de bares, restaurantes, lanchonetes e afins

Sistema das Nações Unidas apresenta diversas oportunidades de trabalho

Sistema das Nações Unidas apresenta diversas oportunidades de trabalho

Confira as vagas para postos em países de língua portuguesa como Angola, Brasil e Moçambique

Organização é sua maior habilidade? Há 100 vagas de emprego

Organização é sua maior habilidade? Há 100 vagas de emprego

São oportunidades para profissionais de nível médio e sem experiência para atuar na área de logística. Confira as ofertas das agências do trabalhador

TST conclui julgamento dos Correios: Greve não foi abusiva e reajuste fica abaixo da inflação

TST conclui julgamento dos Correios: Greve não foi abusiva e reajuste fica abaixo da inflação

TST considerou não abusiva a greve da categoria (que durou apenas um dia) e fixou reajuste salarial de 9,75%

Uma de 270 vagas de emprego desta segunda pode ser sua

Uma de 270 vagas de emprego desta segunda pode ser sua

Entre os empregos oferecidos pelas agências do trabalhador, há um amplo leque de oportunidades para diferentes profissões

Anúncios de vagas que pedem vacinação aumentou mais de 500% no Brasil entre agosto e outubro

Anúncios de vagas que pedem vacinação aumentou mais de 500% no Brasil entre agosto e outubro

Segundo o Indeed, número de anúncios de vagas que pedem vacinação aumentou mais de 500% no Brasil entre agosto e outubro

Renda do trabalho perde peso em 2020, e brasileiro depende mais de programas sociais

Renda do trabalho perde peso em 2020, e brasileiro depende mais de programas sociais

No ano passado, o 1% de pessoas com melhor rendimento ganhava 34,9 vezes mais em relação aos 50% com menor rendimento

Garçom é obrigado a fazer teste de HIV por empresa dona de cruzeiro e é indenizado em R$ 10 mil

Garçom é obrigado a fazer teste de HIV por empresa dona de cruzeiro e é indenizado em R$ 10 mil

De acordo com a legislação, não é permitida a testagem do trabalhador para HIV em procedimentos ligados à relação de emprego

Força Sindical abre congresso apontando descalabro do ‘pior governo da história republicana’

Força Sindical abre congresso apontando descalabro do ‘pior governo da história republicana’

Força Sindical defende a unificação dos programas das centrais para mudanças políticas e econômicas a partir das eleições do ano que vem