×
ContextoExato

Filho suspeito de envolvimento na morte da mãe no DF é solto em audiência de custódia

Filho suspeito de envolvimento na morte da mãe no DF é solto em audiência de custódiaFoto: Por Afonso Ferreira, G1 DF

Jovem, de 21 anos, teria ajudado tio a enterrar corpo da vítima. Cabeleireira Sandra Maria Sousa Moraes, de 39 anos, foi encontrada morta na segunda (25).

Tv Globo/ Reprodução - 27/11/2019 - 18:18:51

O jovem de 21 anos preso em flagrante por envolvimento na morte da mãe, a cabeleireira Sandra Maria Sousa Moraes, de 39 anos, foi solto na manhã desta quarta-feira (27), após passar por audiência de custódia em Brasília.

Brendo Sousa teria ajudado o tio, Danilo Gomes, a enterrar o corpo da vítima, que foi encontrado na última segunda-feira (25) ( entenda abaixo ). Danilo é irmão da cabeleireira e o principal suspeito do assassinato. Ele ainda está foragido.

O filho da vítima recebeu liberdade provisória sem pagamento de fiança e terá que cumprir medidas cautelares. Segundo a decisão assinada pela juíza Lorena Alves Ocampos, ele deve permanecer solto até que haja eventual condenação.

"O delito de ocultação de cadáver possui uma pena máxima não superior a quatro anos, o agente não possui condenação definitiva em crime doloso, não se trata de garantir a aplicação de medida protetiva de urgência e o agente foi devidamente identificado civilmente", disse a magistrada.

Entre as medidas cautelares determinadas pela magistrada estão:

  • Não mudar de endereço
  • Manter atualizados os dados pessoais
  • Permanecer no DF
  • Comprovar endereço
  • Comparecer mensalmente à Justiça para justificar as atividades

O caso é investigado pela 38ª Delegacia de Polícia, em Vicente Pires. Segundo o delegado Yuri Pereira Fernandes, não há dúvidas de que a morte de Sandra Moraes é o 32º caso de feminicídio registrado no Distrito Federal em 2019.

"É feminicídio, não temos dúvidas. Foi o irmão dela. Houve uma relação de afinidade entre autor e vítima."

Sandra Moraes estava desparecida desde a noite de sábado (23). O corpo da vítima foi encontrado em um terreno próximo ao assentamento 26 de Setembro. Ela foi estrangulada.

A cabeleireira morava em Vicente Pires com a filha, de 22 anos. O filho suspeito de participação no crime não vivia no local.

Em depoimento à polícia, a filha de Sandra disse que, no sábado, o irmão da vítima foi até a casa onde ela morava. Em seguida, os dois teriam saído do local juntos.

Segundo a jovem, algumas horas depois, o tio voltou à casa sozinho. Ele teria contado para ela que a mãe estava morta e usado uma faca para tentar violentá-la sexualmente. Além disso, a jovem afirma que o tio a mandou ficar calada e não dizer nada para ninguém.

Na segunda, a filha da vítima procurou a polícia e contou que a mãe estava desaparecida e da suspeita de que o tio tinha envolvimento com o caso. Ela também disse acreditar que o irmão havia participado do crime, já que ele e a mãe tinham uma relação conturbada.

Os policiais então conseguiram encontrar o jovem, que confessou ter ajudado o tio. Foi ele quem levou os investigadores até o local onde o corpo foi encontrado. A polícia ainda não sabe se o filho participou no assassinato da mãe ou se apenas ajudou o tio a esconder o corpo.

O irmão de Sandra, Danilo Gomes, já era foragido da Justiça. Ele fugiu de um presídio no Maranhão, em 2011, onde cumpria pena por outro assassinato.

O G1 acompanha os casos de feminicídio registrados no DF neste ano. Acompanhe a cobertura abaixo.

FEMINICÍDIOS NO DF EM 2019

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

Comentários para "Filho suspeito de envolvimento na morte da mãe no DF é solto em audiência de custódia":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório