×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 05 de dezembro de 2021

Lula minimiza ditadura de Ortega na Nicarágua e o compara com Angela Merkel

Lula minimiza ditadura de Ortega na Nicarágua e o compara com Angela MerkelFoto: Reprodução Expresso 61

Logo após a eleição, o secretário de Relações Internacionais do PT, Romenio Pereira, divulgou uma nota na qual celebrava a vitória de Ortega

Estadão Conteúdo - 23/11/2021 - 16:36:26

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em entrevista ao jornal espanhol El País divulgada em seu perfil nas redes sociais, comparou a permanência no poder do latino-americano Daniel Ortega, que está em seu quinto mandato e instalou uma ditadura na Nicarágua, com a da primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, que completou 16 anos à frente do país europeu.


"Por que Angela Merkel pode ficar 16 anos no poder e Daniel Ortega não? Qual é a lógica?", questionou Lula diante das jornalistas que o questionavam sobre a situação da Nicarágua. No início de novembro, Ortega venceu eleições consideradas ilegítimas pela Organização dos Estados Americanos (OEA). O mandatário, no poder desde 2007, mandou prender sete de seus opositores antes que a população fosse às urnas, eliminando candidatos que pudessem ameaçar sua vitória.

Logo após a eleição, o secretário de Relações Internacionais do PT, Romenio Pereira, divulgou uma nota na qual celebrava a vitória de Ortega e classificava a eleição no país como "uma grande manifestação popular e democrática". O texto também dizia que a eleição era a tradução do apoio da população a um projeto político que tem como principal objetivo a construção de um "país socialmente justo e igualitário" e afirmava que a vitória de Ortega ocorreu "apesar das diversas tentativas de desestabilização do governo e do bloqueio internacional contra a Nicarágua e seu atual governo".

No dia seguinte, diante da repercussão negativa da nota, a presidente nacional do partido, Gleise Hoffmann (PR), defendeu o PT das críticas, mas disse, por meio de um tuíte, que a nota assinada por Pereira não havia sido submetida à direção partidária. Ao desautorizar o secretário, a deputada federal ainda reforçou que a intenção do PT agora é debater o País, revelando preocupação com a posição revelada da legenda.


Durante a entrevista, ao ser questionado por uma jornalista sobre o fato de Ortega mandar opositores para a prisão, Lula afirmou que "não pode julgar o que acontece em outros países" e conduziu o assunto para sua própria prisão. Segundo o ex-presidente, sua condenação na Operação Lava Jato teve o intuito de facilitar o caminho do presidente Jair Bolsonaro ao Planalto. "No Brasil, fiquei 580 dias na cadeia para que o Bolsonaro fosse eleito. Eu não sei o que as pessoas fizeram para ser (sic) presas. Eu sei que eu não fiz nada", afirmou.


Em seguida, o petista disse que não conhece detalhes das prisões citadas e afirmou: "Se o Daniel Ortega prendeu a oposição para não disputar a eleição como fizeram no Brasil contra mim, ele está totalmente errado. Na mesma resposta, Lula ainda disse ser a favor da alternância de poder e se contradisse. "Todo político que começa a se achar imprescindível ou insubstituível começa a virar um pequeno ditador." E completou: "Por isso, sou favorável à alternância de poder. Eu posso ser contra, mas eu não posso ficar interferindo nas decisões de um povo. Nós temos que defender a autodeterminação dos povos."

Cuba

Lula também foi questionado sobre os protestos políticos recentes ocorridos em Cuba, cujo governo ditatorial também é minimizado pelo petista. As jornalistas do El País o questionaram sobre o fato de o governo cubano ter proibido manifestações da oposição e as combatido com violência, apelando até mesmo para a ocupação das ruas por militares. A população protesta contra a crise energética e a falta de alimentos e remédios desde a metade do ano. Lula respondeu dizendo que a repressão feita pela polícia é "violenta no mundo inteiro".


fonte: Estadão Conteudo

Comentários para "Lula minimiza ditadura de Ortega na Nicarágua e o compara com Angela Merkel":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Programas de Jair Bolsonaro frustram PMs

Programas de Jair Bolsonaro frustram PMs

Apesar do apoio orgânico ao presidente, sobretudo entre os praças das corporações, eles estão dispostos a abrir diálogo com outros pré-candidatos ao Palácio do Planalto em 2022.

Em livro autobiográfico, Moro se enxerga como um ‘Intocável’

Em livro autobiográfico, Moro se enxerga como um ‘Intocável’

Moro põe a corrupção dos grandes acima de tudo, como se os males do País pudessem ser explicados pela descoberta de um sistema corrupto

Líder do PL contraria Bolsonaro e cobra passaporte da vacina

Líder do PL contraria Bolsonaro e cobra passaporte da vacina

O senador Carlos Portinho (PL-RJ) durante discurso no plenário do Senado sobre passaporte de vacinação

STF determina abertura de inquérito contra Bolsonaro por associação falsa entre vacina e HIV

STF determina abertura de inquérito contra Bolsonaro por associação falsa entre vacina e HIV

Durante transmissão virtual, Bolsonaro chegou a mencionar suposta notícia de que moradores do Reino Unido que teriam tomado o imunizante estariam desenvolvendo o HIV

Gestão Bolsonaro já trocou ao menos 20 delegados de cargos de chefia na PF

Gestão Bolsonaro já trocou ao menos 20 delegados de cargos de chefia na PF

As mudanças continuam mesmo em meio a uma investigação que se arrasta há mais de um ano no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre suspeita de interferência política do presidente Jair Bolsonaro na corporação.

'Todo mundo sabe quem é quem nessa história', diz Sérgio Moro sobre Bolsonaro

'Todo mundo sabe quem é quem nessa história', diz Sérgio Moro sobre Bolsonaro

Correção

Advogados pedem na Justiça inquérito por abuso de autoridade contra mulher que xingou Bolsonaro

Advogados pedem na Justiça inquérito por abuso de autoridade contra mulher que xingou Bolsonaro

Jair Bolsonaro estava acenando para pessoas na estrada quando foi xingado por uma mulher, que por sua vez foi conduzida por policiais rodoviários federais à delegacia

Allan dos Santos: Delegada está incrédula com ordem para deixar posto na Interpol

Allan dos Santos: Delegada está incrédula com ordem para deixar posto na Interpol

Dominique é reconhecida pelos colegas pela produtividade. Na Interpol, ajudou a capturar foragidos internacionais da máfia 'Ndrangheta. O trabalho na organização de polícia internacional não tinha prazo determinado para acabar.

Acordo da cartinha do Temer para aliviar Bolsonaro vai se confirmando

Acordo da cartinha do Temer para aliviar Bolsonaro vai se confirmando

No Baú, o Hélio rememora a luta pela Constituinte em 1986 e a necessidade de uma nova, diante da desmoralização em que as instituições brasileiras se atolam.

Barroso estende até março de 2022 a suspensão de despejos e desocupações na pandemia

Barroso estende até março de 2022 a suspensão de despejos e desocupações na pandemia

Para o ministro, há urgência no tema, tendo em vista que a pandemia ainda não terminou e existe um elevado número de famílias ameaçadas de despejo.

STJ anula condenações impostas por Moro a Vaccari, Palocci e Duque na Lava Jato

STJ anula condenações impostas por Moro a Vaccari, Palocci e Duque na Lava Jato

A sentença foi assinada em 2017 pelo então juiz federal Sérgio Moro, que viu indícios suficientes de crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro.