×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 19 de outubro de 2021

Polícia Federal caça 14 por tráfico de macaco-prego, arara, papagaio e tucano

Polícia Federal caça 14 por tráfico de macaco-prego, arara, papagaio e tucanoFoto: Sindicato dos Delegados da Polícia Federal

Operação Urutau, deflagrada em São Paulo nesta quinta, 23, em parceria com Polícia Militar Ambiental e Procuradoria, faz buscas em 16 endereços de grupo que vendia animais silvestres com notas fiscais frias

Estadão Conteúdo - 23/05/2019 - 09:21:39

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 23, a Operação Urutau para prender 14 investigados – 9 preventivas e 5 temporárias – e cumprir 16 mandados de busca e apreensão por tráfico de animais silvestres. As ordens foram expedidas pela 5.º Vara Federal da Seção Judiciária de São Paulo no âmbito de uma ação conjunta do Ministério Público Federal, da Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo e do Ibama/SP.

Em nota, a PF informou que a ação desarticulou uma associação criminosa que praticava o tráfico ilícito de animais silvestres, retirados da natureza mediante caça e mantidos em cativeiros. Segundo a Federal, eram comercializados espécies da fauna silvestre protegidos de extinção, tais como: Macaco-prego, Arajuba, Arara-canindé, Arara-vermelha, Tucano-toco e Papagaio-verdadeiro.

A PF informou que os traficantes vendiam os animais com notas fiscais falsificadas ou sem emissão de documento fiscal, bem como os ofereciam à venda em redes sociais e sites na internet em todo o País. A Federal investiga tráfico interestadual em São Paulo, Goiânia, Mato Grosso, Minas Gerais e no Pará.

“Os animais eram mantidos em cativeiros e transportados em péssimas condições de higiene, configurando maus tratos. Além disso, expunham a perigo a vida ou a saúde de outrem mediante a comercialização de animais silvestres retirados da natureza de forma ilícita, assumindo o risco de promover a transmissão de zoonoses”, informou a PF.

A Superintendência da PF em São Paulo teve o apoio especial de policiais federais do Comando de Operações Táticas – COT da Polícia Federal em Brasília, como segurança operacional no entorno de determinadas localidades sensíveis, onde foram realizadas as buscas e prisões.

A investigação criminal constatou os seguintes ilícitos penais:
– Crime Ambiental contra a Fauna: caça de animais silvestres: artigo 29, caput, Lei 9.605/1998;
– Crime Ambiental contra a Fauna: comercialização de animais silvestres: artigo 29, §1.º, inciso III, da Lei 9.605/1998;
– Crime Ambiental de Maus-tratos : artigo 32 da Lei 9.605/1998;
– Crime de Receptação qualificada : artigo 180, §1.º, do Código Penal;
– Crime de Perigo para a vida ou saúde de outrem: artigo 132 do Código Penal;
– Crime de Associação criminosa: artigo 288 do Código Penal;
– Crime de Falsificação de documento público: artigo 297 do Código Penal;
– Crime de Falsificação de selo ou sinal público: artigo 296 do Código Penal;
– Crime de Falsidade ideológica: artigo 299 do Código Penal e
– Crime de corrupção de menor: artigo 244-B da Lei Federal 9.069/1990 (ECA)

A operação leva este nome, pois urutaus são aves exclusivamente noturnas e que utilizam bem a sua plumagem para se camuflar, confundindo-se com o ambiente, de modo a dificultar a sua localização pelos predadores. De acordo com a PF, no caso da operação, os investigados praticam crimes ambientais de tráfico de animais silvestres em escala, malferindo a biodiversidade ambiental, ocultando-se na benevolência das penas criminais pífias previstas na Lei Ambiental 9.605/1998 que as qualifica como infrações penais de menor potencial ofensivo.

Comentários para "Polícia Federal caça 14 por tráfico de macaco-prego, arara, papagaio e tucano":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Estudo liga plano do Brasil para o clima a maior aquecimento

Estudo liga plano do Brasil para o clima a maior aquecimento

Na véspera da COP-26, na Escócia, que começa no dia 31, há uma expectativa sobre o que o Brasil vai apresentar.

Chefe do PNUD elogia esforços da China para proteger biodiversidade, depositando grandes esperanças na COP15

Chefe do PNUD elogia esforços da China para proteger biodiversidade, depositando grandes esperanças na COP15

Foto tirada em 27 de setembro de 2021 mostra uma vista no parque de Jiuzhaigou, no distrito de Jiuzhaigou, Província de Sichuan, sudoeste da China.

Comitê dos Direitos da Criança responsabiliza Brasil, Argentina, França, Alemanha e Turquia por falta de ação climática

Comitê dos Direitos da Criança responsabiliza Brasil, Argentina, França, Alemanha e Turquia por falta de ação climática

Ativista Greta em protesto junto da ONU

Projeto dos EUA para reduzir impacto do desmatamento pode afetar exportações do Brasil?

Projeto dos EUA para reduzir impacto do desmatamento pode afetar exportações do Brasil?

A Sputnik Brasil conversou com dois especialistas sobre o impacto que um novo projeto de lei norte-americano sobre desmatamento ilegal no mundo pode ter para as exportações brasileiras

Amazonas vira epicentro da exploração madeireira da Amazônia

Amazonas vira epicentro da exploração madeireira da Amazônia

O desmatamento em junho deste ano, conforme Imazon, apontam para o terceiro maior índice de destruição da vegetação nos últimos 10 anos.

Ação salva 70 jacarés que disputavam poça no Pantanal

Ação salva 70 jacarés que disputavam poça no Pantanal

Desde o início da intervenção na Ponte 3 da Rodovia Transpantaneira, caminhões-pipa de 16 mil litros fazem a reposição diária da água do corixo para beneficiar a população que permaneceu. Um trabalho de "enxugar gelo", segundo Martins, da Ecotrópica, porque o volume é consumido diariamente pelo uso e evaporação.

Paraíba perdeu 0,28 milhões de hectares de Caatinga nos últimos 36 anos

Paraíba perdeu 0,28 milhões de hectares de Caatinga nos últimos 36 anos

Caatinga é o único bioma exclusivamente brasileiro e está sendo devastado, segundo Mapbiomas.

Seca histórica no Pantanal provoca maior vazante em 121 anos

Seca histórica no Pantanal provoca maior vazante em 121 anos

Expectativa é que chuva na região seja acima do esperado

Jaques Wagner cobra posição do Brasil para COP-26

Jaques Wagner cobra posição do Brasil para COP-26

O projeto em questão é o PL 528/21, que cria o Sistema Brasileiro de Comércio de Emissões (SBCE) para regular o mercado nacional de carbono

Área ocupada pela agricultura na Caatinga cresce 1456% em 36 anos; pastagens têm salto de 48%

Área ocupada pela agricultura na Caatinga cresce 1456% em 36 anos; pastagens têm salto de 48%

Estudo do MapBiomas mostra que 112 municípios da Caatinga perderam 0,3 milhões de hectares de vegetação nativa em 36 anos

Perfuração foi 'potencial gatilho' de tragédia em Brumadinho, diz relatório

Perfuração foi 'potencial gatilho' de tragédia em Brumadinho, diz relatório

O relatório também deu atenção especial às operações realizadas no ano anterior ao rompimento, que envolveram perfuração horizontal para instalação de drenos e perfuração de furos verticais para instalação de piezômetros, diz o MPF.