×
ContextoExato

Turma da Mônica contra o novo coronavírus. Até o Cascão

Turma da Mônica contra o novo coronavírus. Até o CascãoFoto: Turma da Mônica

Turma da Mônica contra o novo coronavírus

Nathalia Molina, Especial Para O Estadão Conteúdo - 26/03/2020 - 08:40:30

Cartilha de personagens de Mauricio de Sousa com apoio da Unicef traz informações sobre a covid-19; no app, 188 títulos grátis

Turma da Mônica em… Ataque ao Coronavírus. Esse poderia ser o título de uma das aventuras dos personagens que divertem gerações há 60 anos, pois eles também entraram na luta contra o novo vilão da humanidade. Esse combate já promoveu façanhas como fazer o Cascão lavar as mãos e um plano infalível do Cebolinha dar certo. Em quarentena, os moradores do Bairro do Limoeiro preparam mais ofensivas ao inimigo invisível. O Estado conseguiu com exclusividade detalhes sobre as próximas ações da Turma da Mônica em relação ao novo coronavírus.

A Mauricio de Sousa Produções (MSP) irá lançar nos próximos dias a cartilha Saiba Tudo sobre o Coronavírus – Parte 2 , com apoio e selo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e informações para a família inteira se prevenir contra a covid-19. Cascão, famoso por fugir da água, estampa a primeira página, segurando um contundente cartaz com a frase “Lave as mãos!”. O material, que será publicado nas redes sociais da MSP e do Unicef, traz ainda orientações para idosos e pessoas com doenças crônicas.

Famoso por fugir de água, Cascão estampa a capa da cartilha contra o novo coronavírus – Ilustrações: MSP

“É um momento novo para todos nós. Percebemos que um grande desafio que os pais enfrentam é ocupar crianças e jovens nesse período em que não podem ter contato com os amigos”, explica Mônica Sousa, diretora executiva da MSP, que está trabalhando em home office, como todos os funcionários da produtora. “Estou seguindo as orientações e me mantendo em quarentena. Tenho contato com meu neto todos os dias, usando a tecnologia. Gosto de ver a carinha dele e mandar beijinhos virtuais. Estamos longe fisicamente, mas juntos no carinho.”

Revistinhas grátis no app

Para ajudar as famílias a permanecerem em casa, o aplicativo Banca da Mônica (Android e iOS) está com 188 títulos abertos gratuitamente a partir de hoje. O acervo inclui dos quadrinhos clássicos aos personagens jovens. Historinhas e curiosidades também vêm sendo postadas nos perfis do Facebook e do Twitter. Quem curte mais do que os protagonistas pode buscar por #JustiçaParaSecundários para saber de figuras como Zé Lelé, Milena e o fofo Jotalhão.

“Já fizemos mais de 200 campanhas institucionais sobre os mais diversos assuntos, desde o meio ambiente à saúde, passando pelos direitos da criança. Sentimos que é nossa responsabilidade levar esse tipo de informação ao nosso público”, diz Mônica, inspiração para a protagonista inventada pelo pai, Mauricio de Sousa. Fazer um vídeo com cuidados diante da pandemia está nos planos da empresa.

Compilados temáticos na Maratona M.I.G.O.S. no YouTube da turma

Além dessas iniciativas, a produtora da Turma da Mônica vem montando compilados temáticos de animações com os traços clássicos e com os pequeninos de Mônica Toy (na iniciativa chamada de Maratona M.I.G.O.S.); entre eles estão os episódios mais vistos da década e um especial com os bichos de estimação da turminha. A empresa dobrou a publicação de conteúdo para a família se deliciar com as aventuras do Bairro do Limoeiro durante a quarentena e promete postar novidades duas vezes por semana no YouTube da turminha.

Plano infalível do Cebolinha

Nem a bravinha mais amada do Brasil, embaixadora do Unicef desde 2007, pensaria em dar coelhadas nos meninos diante do plano infalível do Cebolinha revelado recentemente no Instagram da Turma da Mônica. A capa da primeira cartilha, Saiba Tudo sobre o Coronavírus , traz o garoto travesso de lápis vermelho na mão e um X sobre o vilão da vez, acima do título Plano de Proteção. Com informações do Ministério da Saúde, ela fala para as crianças sobre os principais sintomas e formas de contágio.

Desta vez, o que o Cebolinha planejou deu certo

Nas páginas, os personagens da Turma da Mônica ilustram as informações, incluindo o fato de que ainda não há tratamento ou vacina para evitar a covid-19 e uma lista de recomendações de como todos podem se proteger. Entre outros itens está a atitude de cobrir o nariz e a boca com o braço ou um lenço quando for tossir ou espirrar, gesto que parece complicado até para muito adulto entender a importância.

Cascão lavou as mãos

Higienizar as mãos com álcool em gel ou água e sabão é a principal medida para atacar esse vilão mundial, como lembram os amigos ao Cascão. “Lavar as mãos salva vidas!”, ensinam no quadrinho em que o personagem está diante da pia do banheiro, elaborado especialmente para a ação contra o coronavírus nas redes sociais da Turma da Mônica. Em publicações e mensagens de WhatsApp, já apareceram outros desenhos dele, provavelmente resgatados por fãs na tentativa de contribuir no combate à covid-19. Mas eles são de publicações anteriores: Cascão apareceu lavando as mãos na campanha contra a gripe H1N1 e tomando banho em uma pegadinha de 1º de abril.

Amigos incentivam Cascão a lavar as mãos contra a covid-19

Cientistas brasileiras homenageadas

Em capítulos anteriores da luta contra esse vilão invisível, Magali e Milena emprestaram seus traços para homenagear as brasileiras Ester Sabino, diretora do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (USP), e Jaqueline Goes de Jesus, pós-doutoranda na Faculdade de Medicina da USP. A dupla de cientistas esteve à frente da equipe que desvendou o sequenciamento do genoma do novo vírus. Tudo com a rapidez de super-heroínas: apenas dois dias depois da confirmação do primeiro caso da doença no País.

Pesquisadoras que lideraram equipe que sequenciou genoma do novo coronavírus

O desenho é parte do projeto Donas da Rua da História, que tem apoio institucional da ONU Mulheres e busca incentivar meninas a ocuparem mais espaço em campos como a ciência, a arte e o esporte. A personagem que representa a pesquisadora Jaqueline aparece também na última página da cartilha cuja capa tem o Cebolinha.

Antes que algum Franjinha da vida real descubra cura ou vacina para a covid-19 para escrever um belo “FIM” para essa história, as maiores armas contra o novo coronavírus são simples e acessíveis a todos: ficar em casa e lavar as mãos.

3 PERGUNTAS PARA

Mauricio de Sousa

‘O Cascão só consegue superar seu medo de água pela solidariedade’

Criador da Turma da Mônica – Foto: Lailson dos Santos

Como está sua rotina no isolamento social? Tem desenhado?

Há o isolamento social, distanciamento dos colegas, dos amigos, mas graças à tecnologia, que permite a comunicação a distância, estou trabalhando, mantendo a atividade e os contatos. É um momento que temos de atravessar até vencermos a pandemia. Esse período vai nos ensinar algumas coisas, mostrar alternativas, pôr à prova nossa persistência e deixar algum legado em termos de costumes, hábitos e cuidados com o corpo.

Há quanto tempo não encontra com seus netos e bisnetos e com o restante da família?

Sou família. Insisto e consigo trazer uns e outros do clã para almoçar na minha casa. Com a quarentena por causa do coronavírus, vamos alterar um pouco o tempo das visitações. Tenho 9 filhos, 10 netos e 4 bisnetos. De bisneto de 2 anos a netos trintões. Um laboratório para criar personagens baseados nessa turma toda. Gosto de reunir a turma na minha chácara ou no fim de ano. E isso vem de longe.

No combate ao novo coronavírus, valeu até o Cascão lavar as mãos? Será que ele também toma banho agora?

O Cascão já resolveu enfrentar o medo da água em outras ocasiões como nas enchentes de Santa Catarina, anos atrás, levando comida para as famílias ilhadas, ou na campanha do H1N1, ensinando a lavar as mãos também. Mas agora estamos estudando fazer um vídeo sobre o coronavírus. O Cascão só consegue superar seu medo de água quando é pela solidariedade. / N.M.

Comentários para "Turma da Mônica contra o novo coronavírus. Até o Cascão":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório