×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 08 de dezembro de 2021

Museu da República abre as portas para exposição de 14 artistas negras

Museu da República abre as portas para exposição de 14 artistas negrasFoto: Fernando Frazão/Agência Brasil

A exposição Sob a Potência da Presença, com curadoria de Keyna Eleison, traz obras de arte contemporânea de mulheres negras ao Museu da República

Por Alana Gandra - Agência Brasil Rio De Janeiro - 15/11/2019 - 09:12:45

O Museu da República inaugura hoje (15) a exposição "Sob a Potência da Presença", com obras de 14 artistas negras. A curadora da mostra, Keyna Eleison, mestre em história da arte, disse que a exposição é resultado de um processo de acompanhamento artístico realizado e patrocinado pela Rede Nami, uma rede de mulheres que usa as artes urbanas para promover os direitos femininos, coordenada pela artista visual e ativista social, Panmela Castro.

“Foram nove encontros, em cada um dos quais elas conheceram [trabalhos de] artistas mulheres nacionais e internacionais que são importantes no mundo da arte e têm exposições no mundo inteiro”, disse Keyna. Todas essas artistas eram negras, com exceção de Lygia Clark, pintora e escultora brasileira, morta em abril de 1988. “A Lygia é, de fato, uma dobra dentro da relevância do mundo da arte”.


A exposição Sob a Potência da Presença, com curadoria de Keyna Eleison, traz obras de arte contemporânea de mulheres negras ao Museu da RepúblicaFernando Frazão/Agência Brasil

A exposição é composta de pinturas, esculturas, performances, instalações, colagens, entre outros. “É uma exposição multimídia mesmo. Tem todas as relações de arte que a gente pode imaginar”, disse Keyna, que é professora do Grupo de Acompanhamento da Rede Nami e do programa gratuito de ensino da Escola de Artes Visuais do Parque Lage.

“A gente hoje em dia não vê muitas artistas negras em grandes exposições, em grandes espaços”, disse a curadora sobre o nome da exposição: “Sob a potência da presença”.

Será realizada hoje (15) uma mesa redonda sobre “A Importância de Impulsionar Mulheres Negras na Arte Contemporânea”, da qual participarão, além de Keyna Eleison, a ativista Panmela Castro e a doutora em artes visuais paulista Rosana Paulino.

Também está marcada para hoje a mostra “AfroGrafiteiras”, reunindo cerca de 40 telas das alunas do curso de formação política através da arte, também promovido pela Rede Nami.

O programa de acompanhamento da Rede Nami é bienal. O grupo que participa da exposição no Museu da República pertence à terceira turma formada em arte contemporânea pela ONG este ano. O programa é gratuito e foi iniciado em 2015.

A mostra ficará aberta ao público no Museu da República até o dia 2 de fevereiro de 2020 e pode ser vista de terça a sexta-feira, das 10h às 17h; e nos sábados, domingos e feriados, das 11h às 18h.

Edição: Lílian Beraldo

Comentários para "Museu da República abre as portas para exposição de 14 artistas negras":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Ato

Ato "Bolsonaro Nunca Mais" denuncia violações de governo contra as mulheres

Margareth Rose em ato Bolsonaro Nunca Mais

Apenas 26% das mulheres da América Latina têm direitos sobre terras onde produzem alimentos

Apenas 26% das mulheres da América Latina têm direitos sobre terras onde produzem alimentos

57% das mulheres entrevistadas alegam ter resolvido comunitariamente o problema de acesso à alimentação durante a pandemia; apenas 7% buscou auxílio estatal.

Empresária agredida por policiais militares em Curitiba relata momentos de horror

Empresária agredida por policiais militares em Curitiba relata momentos de horror

“Achei que iriam fazer algo pior comigo, foi uma sensação terrível

Assédio é principal violência a meninas e mulheres em ambiente virtual

Assédio é principal violência a meninas e mulheres em ambiente virtual

Dados são do estudo inédito Violência Real do Mundo Virtual

Quarteto feminino bate recorde mundial de natação master na prova do revezamento

Quarteto feminino bate recorde mundial de natação master na prova do revezamento

Time verde e amarelo cravou 8min42s32 no revezamento 4x200 livre

Peng Shuai: China mostra irritação com suspensão de torneios de tênis

Peng Shuai: China mostra irritação com suspensão de torneios de tênis

Relações Exteriores diz ser contra politização do esporte

Justiça do DF condena dono de empresa que cometeu assédio contra funcionária

Justiça do DF condena dono de empresa que cometeu assédio contra funcionária

A defesa do réu argumentou que ele deveria ser absolvido pois não haviam provas para incriminá-lo.

Ações para eliminar violência de gênero reúne atletas e casos reais

Ações para eliminar violência de gênero reúne atletas e casos reais

Uma em cada três mulheres com 15 anos ou mais, cerca de 736 milhões, é submetida algum tipo de violência durante a vida

Ação de agências da ONU pretende empoderar refugiadas venezuelanas

Ação de agências da ONU pretende empoderar refugiadas venezuelanas

Programa ocorre em Roraima e vai até dezembro de 2023

Carta aberta à Miraildes: Uma das maiores jogadoras que o Brasil já viu em campo

Carta aberta à Miraildes: Uma das maiores jogadoras que o Brasil já viu em campo

Miraildes, jogadora de futebol, mais conhecida como Formiga.

Judô: Beatriz Souza fica com o ouro no Grand Slam de Abu Dhabi

Judô: Beatriz Souza fica com o ouro no Grand Slam de Abu Dhabi

Brasileira bate francesa campeã europeia júnior e vai ao topo do pódio