×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 28 de junho de 2022

Na ONU, Portugal apresenta desafios e avanços na igualdade de gênero

Na ONU, Portugal apresenta desafios e avanços na igualdade de gêneroFoto: © UNSPLASH/Holie Santos

Mãe e seu bebê recém-nascido.

Agência Onu News De Noticias - 18/06/2022 - 19:28:11

País participou nesta semana da sessão da Convenção da ONU sobre Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres, Cedaw; secretária de Estado da Igualdade contou à ONU News que está sendo criado grupo para resolver problemas nas urgências de obstetrícia; Isabel Almeida Rodrigues comemora primeiros resultados de campanha contra a violência doméstica.

A Convenção das Nações Unidas sobre Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres, Cedaw, recebeu esta semana a apresentação de Portugal, representado pelo governo, e pela sociedade civil sobre a situação no país.

Durante a sessão em Genebra, na Suíça, a secretária de Estado da Igualdade e Migrações mencionou vários impactos que a pandemia de Covid-19 teve sobre desigualdades já vivenciadas por meninas e por mulheres, como a violência doméstica.

Denúncias

Após a reunião da Cedaw, Isabel Almeida Rodrigues conversou com a ONU News, em Lisboa. Segundo a secretária de Estado, iniciativas que foram lançadas para proteger as vítimas de abusos já estão dando resultados. Ela citou um número de SMS para denúncias e um mecanismo de alerta para emergências.

“Nós em Portugal temos um conjunto de outras medidas também, como por exemplo os sistemas de alarme, que as vítimas, quando já houve lugar uma denúncia e em que por parte do Ministério Público foi proferida a acusação, temos o sistema de alarme que permite à vítima acioná-lo em qualquer situação em que se sinta ameaçada.”

Urgência de Obstetrícia

Para Isabel Almeida Rodrigues, a luta contra a violência doméstica é um “combate que está longe de ser vencido”. Além da representante do governo português, a Cedaw ouviu também a sociedade civil.

A presidente da Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres, Ana Sofia Fernandes, chamou a atenção para um caso recente envolvendo o sistema de saúde: o encerramento temporário do setor de urgência obstétrica de alguns hospitais públicos de Portugal, incluindo em Lisboa.

“Portugal tem na área da saúde que olhar muito atentamente para a situação das mulheres. A taxa de natalidade em Portugal é das mais baixas da Europa e o país é um dos mais envelhecidos da Europa. As mulheres e as raparigas jovens ainda não têm as condições de vida, de estabilidade suficientes por causa do mercado de trabalho, para terem uma vida estável e poderem tomar a opção de ter crianças e quando o têm, vivem situações dessas que são inadmissíveis em um país da União Europeia considerado avançado em muitos níveis.”

Solução

Sede da ONU, em Genebra, onde aconteceu encontro da Cedaw.

UN Photo/Rick Bajornas

Sede da ONU, em Genebra, onde aconteceu encontro da Cedaw.

Em resposta à situação colocada pela Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres, na apresentação na Cedaw, a secretária de Estado da Igualdade e Migrações, Isabel Rodrigues, explica que foi criado um grupo de trabalho para resolver o problema.

“Foi criada uma comissão que vai elaborar um conjunto de propostas. O encerramento de um determinado serviço de urgência não significa que essa pessoa fique sem atendimento, porque tem num hospital à pouca distância a possibilidade de ser para aí encaminhada. O grande desafio neste momento é uma excelente articulação de todas as unidades do Serviço Nacional de Saúde de forma a que esta capacidade global de resposta que o serviço tem possa ser concretizada no atendimento a cada mulher que procura o serviço de obstetrícia e a cada bebê que vai nascer.”

Durante a sua intervenção na Cedaw, a secretária de Estado da Igualdade de Portugal mencionou ainda o acolhimento de mais de 42 mil refugiados da Ucrânia, a maioria mulheres e crianças. Segundo Isabel Rodrigues, todos estão com acesso ao Serviço Nacional de Saúde e ao sistema de ensino, sendo que mais de 4,7 mil crianças ucranianas estão frequentando escolas portuguesas.

Comentários para "Na ONU, Portugal apresenta desafios e avanços na igualdade de gênero":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Dicionário Brasileiro-Português é lançado para turista que vai para Portugal

Dicionário Brasileiro-Português é lançado para turista que vai para Portugal

Após anos morando em Portugal escritor cria guia com mais de 2 mil palavras divergentes

Portugal angaria 32,7 milhões de euros para clima, energia e mobilidade

Portugal angaria 32,7 milhões de euros para clima, energia e mobilidade

"Nestas áreas do clima, energia e mobilidade, somos muito competitivos e capazes de atrair muito financiamento", disse a presidente da ANI, Joana Mendonça, à agência de notícias Lusa.

Procurar trabalho em Portugal poderá ficar mais fácil

Procurar trabalho em Portugal poderá ficar mais fácil

O governo português quer criar um novo visto que possibilite a entrada legal de estrangeiros que desejam vir ao país para procurar emprego

Quatro experiências dignas de realeza no Alentejo

Quatro experiências dignas de realeza no Alentejo

Destino português proporciona vivências imperdíveis aos seus visitantes

Número de brasileiros morando em Portugal é recorde, diz SEF

Número de brasileiros morando em Portugal é recorde, diz SEF

Mais brasileiros imigrando

Portugal recebe Mundial de Goalball 2022, competição será disputada entre 5 e 17 de dezembro

Portugal recebe Mundial de Goalball 2022, competição será disputada entre 5 e 17 de dezembro

Competição será disputada entre 5 e 17 de dezembro

Lei da Nacionalidade: Novo regulamento estabelece regras mais simples para a nacionalidade portuguesa

Lei da Nacionalidade: Novo regulamento estabelece regras mais simples para a nacionalidade portuguesa

Com o objetivo de facilitar o processo de busca documental, os especialistas desenvolveram um banco de dados inédito, com mais de um milhão de metadados

Portugal expressa apoio à chegada de Moçambique ao Conselho de Segurança

Portugal expressa apoio à chegada de Moçambique ao Conselho de Segurança

Moçambique e Suíça eram parte de um grupo de 62 Estados-membros que nunca tiveram assento no Conselho

Dia de Portugal: Conheça os Maiores Símbolos da Nação

Dia de Portugal: Conheça os Maiores Símbolos da Nação

Por que os azulejos se tornaram símbolo nacional?

Juventude percebe que recursos naturais não são infindáveis, diz Portugal

Juventude percebe que recursos naturais não são infindáveis, diz Portugal

Ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, João Cravinho

Pedidos de cidadania portuguesa via sefardita aumentam após mudanças no lei

Pedidos de cidadania portuguesa via sefardita aumentam após mudanças no lei

Em março, o governo português publicou regulamento que endurece as exigências para os descendentes de sefarditas, que, a partir de 1º de setembro