×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 02 de julho de 2022

Distrito Federal tem a segunda maior redução de mortes no trânsito da história

Distrito Federal tem a segunda maior redução de mortes no trânsito da históriaFoto:

Com 259 mortes no trânsito até novembro, 2018 perde somente para 2017 quando morreram 254 pessoas durante todo o ano, uma redução recorde.

Da Assessoria De Comunicação / Do Detran - Df / Foto: Gabriel Jabur / Agência Brasília / Fotos Públicas - 06/12/2018 - 17:14:51

(Brasília, 06/12/2018) – Com a queda no número de mortes em acidentes de trânsito, pelo sexto mês consecutivo, o Distrito Federal registra, este ano, o segundo menor número de mortes dos últimos 23 anos, conforme dados da série histórica de acidentes com morte, iniciada pelo Departamento de Trânsito (Detran-DF) em 1995. Com 259 mortes no trânsito até novembro, 2018 perde somente para 2017 quando morreram 254 pessoas durante todo o ano, registrando uma redução recorde.

No último mês de novembro, por exemplo, a redução de mortes no trânsito foi de 24% se comparado ao mesmo período do ano passado. Foram 13 óbitos contra 17. Em 2018, o número de mortes superou 2017 somente no início do ano, principalmente no período em que ocorreu a paralisação dos servidores do Detran.

A redução no número de mortes em acidente de trânsito no Distrito Federal coincide com um planejamento de ação envolvendo educação, fiscalização e engenharia de trânsito do Detran-DF. Nos últimos quatro anos, foram salvas 416 vidas no DF, se comparado ao número de mortes do quadriênio anterior. De 2011 a 2014 morreram 1.673 pessoas contra 1.257 de 2015 a 2018, ou seja, uma redução significativa de 25%.

Nesse último período, o Detran-DF realizou 3.090 atividades educativas de trânsito para um público de 2.604.537 pessoas, ministrou 895 cursos para 18.609 alunos, promoveu 364.473 operações de fiscalização de trânsito, impediu que 73.714 condutores dirigissem sob o efeito de álcool, removeu 73.725 veículos sem condições de circulação, submeteu a vistorias 851.822 veículos, suspendeu 15.388 habilitações e cassou o direito de dirigir de 2.095 condutores, além de implantar 17.973 placas de sinalização, pintar 15.791 quebra-molas e sinalizar 6.667 faixas de pedestre.

Todo esse trabalho contribuiu para a redução de mortes no trânsito, tornando um dos fatores preponderantes para o Distrito Federal alcançar o primeiro lugar em qualificação de gestão e qualidade de vida em 2018, conforme a pontuação do DF no Índice dos Desafios da Gestão Estadual (IDGE). Em segundo e em terceiro lugar ficaram São Paulo e Santa Catarina, respectivamente.


A pontuação foi anunciada na última quarta-feira (5), em São Paulo, durante evento promovido pela Macroplan, com a presença do governador Rodrigo Rollemberg. Também reuniu lideranças dos setores públicos e privados em um debate sobre a melhoria da governança e da gestão da administração pública.

Comentários para "Distrito Federal tem a segunda maior redução de mortes no trânsito da história":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Noruega implementa Lei de Transparência para empresas

Noruega implementa Lei de Transparência para empresas

De acordo com Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o país é detentor do maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do mundo

'Queremos atrair mais recursos do setor privado', diz presidente do BID

'Queremos atrair mais recursos do setor privado', diz presidente do BID

Em entrevista, Claver-Carone diz que pretende financiar projetos que substituam parte da produção feita hoje fora da região. Para isso, ele tem liderado uma reforma no BID Invest

Desenvolvimento de energia renovável impulsiona China por metas de carbono

Desenvolvimento de energia renovável impulsiona China por metas de carbono

Até o final de maio deste ano, a capacidade instalada de energia renovável do país atingiu um novo recorde, ultrapassando 1,1 bilhão de quilowatts, observou o relatório.

G7 quer investir US$ 600 bilhões em programa mundial para conter avanço chinês

G7 quer investir US$ 600 bilhões em programa mundial para conter avanço chinês

No campo tecnológico, a iniciativa contempla o desenvolvimento e a expansão da tecnologia das comunicações e a informação trabalhando com "provedores confiáveis", que forneçam 5G e 6G, conforme apontou a Casa Branca.

Abuso de entorpecentes e tráfico têm impacto sobre crises humanitárias e de saúde

Abuso de entorpecentes e tráfico têm impacto sobre crises humanitárias e de saúde

Drogas ilegais apreendidas.

Suprema Corte dos EUA suspende legalização do aborto

Suprema Corte dos EUA suspende legalização do aborto

Decisão foi tomada por seis votos a três e abre margem para que estados possam vetar o procedimento.

China pede solidariedade e abertura à medida que o mundo enfrenta mudanças

China pede solidariedade e abertura à medida que o mundo enfrenta mudanças

A comunidade internacional deve defender a Carta das Nações Unidas e se esforçar para manter a paz em um mundo volátil, disse ele.

Vitória de Gustavo Petro fortalece avanço da esquerda na América do Sul

Vitória de Gustavo Petro fortalece avanço da esquerda na América do Sul

Segundo analistas, trata-se de uma "mudança de maré" provocada pelo descontentamento com governantes anteriores.

Major Carvalho, apelidado de 'Pablo Escobar' brasileiro, é preso na Hungria

Major Carvalho, apelidado de 'Pablo Escobar' brasileiro, é preso na Hungria

A Polícia Federal brasileira informou que a prisão decorreu das investigações desenvolvidas no âmbito da Operação Enterprise

Itamaraty parabeniza Gustavo Petro por vitória eleitoral na Colômbia

Itamaraty parabeniza Gustavo Petro por vitória eleitoral na Colômbia

Jair Bolsonaro na abertura do Fórum de Investimentos Brasil 2022, em 14 de junho de 2022 © Alan Santos / Palácio do Planalto / CCBY 2.0

222 milhões de crianças afetadas pela crise precisam urgentemente de assistência educacional

222 milhões de crianças afetadas pela crise precisam urgentemente de assistência educacional

A Educação Não Pode Esperar