×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 26 de outubro de 2021

Brasil-China. Hamilton Mourão defende relação soberana com todas as nações

Brasil-China. Hamilton Mourão defende relação soberana com todas as naçõesFoto: Valter Campanato-Agência Brasil Além

Vice-presidente foi homenageado pela Frente Parlamentar Brasil-China

Por José Romildo - Agência Brasil - 05/06/2019 - 11:32:43

Ao participar de jantar oferecido pelas Frentes Parlamentares do Congresso Nacional Brasil-China e Brics, no Clube do Exército, em Brasília, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse que tudo o que o atual governo pretende realizar é “buscar o bem-estar da população brasileira e, mais ainda, a inserção [do país] de forma altaneira, soberana, flexível e pragmática no concerto de todas as nações”.

O jantar foi uma homenagem de empresários que desejam intensificar o comércio com a China e da comunidade chinesa residente em várias cidades brasileiras, em reconhecimento aos esforços do vice-presidente de estreitar as relações entre os dois países.

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, durante jantar em sua homenagem, oferecido pelo presidente da frente Parlamentar dos BRICS, deputado Fausto Piancó, e por entidades Sino-brasileiras, no Clube do Exército.

Hamilton Mourão durante jantar em sua homenagem, oferecido por entidades sino-brasileiras.

Além de empresários e entidades que promovem o comércio e a cultura entre o Brasil e a China, também participaram do jantar em homenagem ao general Mourão o chanceler brasileiro Ernesto Araújo, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, parlamentares, o corpo diplomático estrangeiro sediado no Brasil e integrantes de institutos de ensino da língua chinesa (mandarim) em cidades brasileiras.

“Deixo claro também que não mereço essas homenagens todas. Muito pelo contrário. Como soldado, apenas estou cumprindo meu dever, o dever para o qual tanto o presidente Bolsonaro como eu fomos eleitos no ano passado”, disse o vice-presidente.

Investimentos

Durante o jantar, nessa terça-feira (4), o líder da Frente Parlamentar do Congresso Nacional Brasil-China, deputado Fausto Pinato (PP-SP), lembrou a recente viagem do general Mourão à China como uma ação motivadora para as relações entre o Brasil e o gigante asiático. O vice-presidente desembarcou na capital chinesa (Pequim) em de 20 de maio, para viagem de uma semana. Ele visitou autoridades chinesas, empresários e entidades culturais interessadas em aproximar políticas e incentivar investimentos entre os dois países.

Pinato disse que a homenagem a Mourão é só uma das etapas do processo de fortalecimento das relações Brasil-China. Ele observou que, em setembro próximo, o presidente Jair Bolsonaro também fará uma viagem à China. “Com Bolsonaro vamos repetir a mesma homenagem que estamos fazendo ao general Mourão”, acrescentou.

Principal parceiro

A China é, desde 2009, o principal parceiro comercial do Brasil. O fluxo do comércio bilateral alcançou, em 2018, US$ 98,9 bilhões. As exportações alcançaram US$ 64,2 bilhões, enquanto as importações atingiram US$ 34,7 bilhões.

Saiba mais

Edição: Graça Adjuto

Comentários para "Brasil-China. Hamilton Mourão defende relação soberana com todas as nações":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Biden será 1º presidente dos EUA a participar da cúpula da ASEAN em 4 anos

Biden será 1º presidente dos EUA a participar da cúpula da ASEAN em 4 anos

Erdogan muda de ideia quanto a expulsão de embaixadores após escândalo diplomático

Ministério Público da Argentina recomenda suspensão de trigo transgênico discutido no Brasil

Ministério Público da Argentina recomenda suspensão de trigo transgênico discutido no Brasil

Iniciativas tentam barrar o trigo transgênico no Brasil e na Argentina; trigo HB4 já é cultivado em cinco províncias do país vizinho.

China vai defender paz mundial, diz presidente Xi no aniversário do retorno à ONU

China vai defender paz mundial, diz presidente Xi no aniversário do retorno à ONU

Ministros e líderes partidários são detidos no Sudão

Rússia bate novo recorde de mortes por Covid-19

Rússia bate novo recorde de mortes por Covid-19

A Rússia foi o primeiro país do mundo a autorizar uma vacina contra covid-19 com o lançamento do Sputnik V em agosto de 2020

Moscou adotará medidas de lockdown para conter alta da Covid-19

Moscou adotará medidas de lockdown para conter alta da Covid-19

Regras entram em vigor a partir do dia 28

130ª Feira de Cantão: China continua a abertura e compartilha oportunidades com o mundo

130ª Feira de Cantão: China continua a abertura e compartilha oportunidades com o mundo

Em sua carta, Xi observou que a feira fez contribuições significativas para facilitar o comércio internacional, o intercâmbio externo-interno e o desenvolvimento econômico desde sua criação em 1957

Paraguai reforça segurança na fronteira com Brasil

Paraguai reforça segurança na fronteira com Brasil

Congressistas americanos pedem recuo na relação com Brasil

Desenvolvimento é a força motriz da erradicação da pobreza na China

Desenvolvimento é a força motriz da erradicação da pobreza na China

Entre 1990 e 2010, no contexto da arrancada industrial, proporção de população pobre chinesa passou de 66,3% para 11,2%, de acordo com o Banco Mundial

China emite selos comemorativos da COP15

China emite selos comemorativos da COP15

Foto tirada em 11 de outubro de 2021 mostra os detalhes de um selo comemorativo para a 15ª reunião da Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica (COP15) realizada em Kunming, Província de Yunnan, sudoeste da China.

ONG austríaca denuncia Jair Bolsonaro a tribunal internacional por 'crimes contra a humanidade'

ONG austríaca denuncia Jair Bolsonaro a tribunal internacional por 'crimes contra a humanidade'

O tribunal não tem obrigação de julgar todos os casos apresentados.

Veja o que dizem os presidentes latino-americanos flagrados com empresas em paraísos fiscais

Veja o que dizem os presidentes latino-americanos flagrados com empresas em paraísos fiscais

As Ilhas Virgens Britânicas são consideradas um dos principais paraísos fiscais do mundo, possuem apenas 152km² e 400 mil empresas registradas, recebendo cerca de US$ 60 bilhões anualmente