×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 22 de outubro de 2021

Chineses prometem investir no Brasil

Chineses prometem investir no BrasilFoto: Ministério da Agricultura

Os investidores informaram que pretendem aumentar o montante aplicado no Brasil, em setores de sementes, suinocultura, infraestrutura e ferrovias.

Estadão Conteúdo - 14/05/2019 - 16:14:37

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) começou nesta segunda-feira (13) mais uma etapa da viagem à Ásia, com reuniões e eventos em Xangai, na China. A ministra encontrou-se com investidores chineses, que prometeram aumentar os investimentos no Brasil. A missão também divulgou os cafés especiais brasileiros em uma cafeteira.

Investidores

Tereza Cristina apresentou dados do setor agropecuário e áreas com potencial de crescimento para um grupo de 40 investidores chineses com projetos no Brasil. O encontro foi organizado pelo Banco do Brasil em parceria com o consulado brasileiro.

Os investidores informaram que pretendem aumentar o montante aplicado no Brasil, em setores de sementes, suinocultura, infraestrutura e ferrovias.

Os chineses revelaram interesse em obras ferroviárias, como a Ferrogrão – corredor ferroviário para escoamento de grãos da Região Centro-Oeste, que será construído entre Sinop (MT) e Itaituba (PA), onde fica o Porto de Miritituba. O projeto é orçado em US$ 3,37 bilhões e o edital deve ser lançado no quarto trimestre de 2019.

Outra obra citada foi a Fiol (ferrovia que ligará Ilheús (BA) a Figueirópolis (TO), para escoar minério de ferro da região de Caetité e grãos) e a Norte-Sul (principal via para o escoamento de grãos pelo Arco Norte com investimentos estimados em US$ 680 milhões).

Na reunião, os chineses demonstraram também grandes expectativas em relação às medidas a serem adotadas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro para destravar a economia do país.

Participaram também da reunião o secretário de Comércio e Relações Internacionais do ministério, Orlando Leite Ribeiro; o secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, Fernando Camargo; a diretora da Promoção Internacional do ministério, Márcia Nejaim, e o cônsul geral do Brasil em Xangai, Gilberto Moura.

Cafés especiais

O primeiro compromisso da delegação foi a divulgação de cafés especiais brasileiros na SeeSaw cafeteria. O mercado chinês de consumo de café vem crescendo.

A ministra lembrou que convidar alguém para tomar um cafezinho é um gesto de amizade no Brasil. “Hoje, depois de tantos anos, o café brasileiro pode ser considerado café gourmet, espalhado pelo mundo. Gostaríamos que a China tomasse mais café”, disse.

O evento de promoção foi organizado pelo importador Jason Wang com apoio da diretora da Associação Brasileira de Cafés Especiais, Vanusia Nogueira. Deputados federais que acompanham a ministra também estiveram no evento.

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)

Comentários para "Chineses prometem investir no Brasil":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Moscou adotará medidas de lockdown para conter alta da Covid-19

Moscou adotará medidas de lockdown para conter alta da Covid-19

Regras entram em vigor a partir do dia 28

130ª Feira de Cantão: China continua a abertura e compartilha oportunidades com o mundo

130ª Feira de Cantão: China continua a abertura e compartilha oportunidades com o mundo

Em sua carta, Xi observou que a feira fez contribuições significativas para facilitar o comércio internacional, o intercâmbio externo-interno e o desenvolvimento econômico desde sua criação em 1957

Paraguai reforça segurança na fronteira com Brasil

Paraguai reforça segurança na fronteira com Brasil

Congressistas americanos pedem recuo na relação com Brasil

Desenvolvimento é a força motriz da erradicação da pobreza na China

Desenvolvimento é a força motriz da erradicação da pobreza na China

Entre 1990 e 2010, no contexto da arrancada industrial, proporção de população pobre chinesa passou de 66,3% para 11,2%, de acordo com o Banco Mundial

China emite selos comemorativos da COP15

China emite selos comemorativos da COP15

Foto tirada em 11 de outubro de 2021 mostra os detalhes de um selo comemorativo para a 15ª reunião da Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica (COP15) realizada em Kunming, Província de Yunnan, sudoeste da China.

ONG austríaca denuncia Jair Bolsonaro a tribunal internacional por 'crimes contra a humanidade'

ONG austríaca denuncia Jair Bolsonaro a tribunal internacional por 'crimes contra a humanidade'

O tribunal não tem obrigação de julgar todos os casos apresentados.

Veja o que dizem os presidentes latino-americanos flagrados com empresas em paraísos fiscais

Veja o que dizem os presidentes latino-americanos flagrados com empresas em paraísos fiscais

As Ilhas Virgens Britânicas são consideradas um dos principais paraísos fiscais do mundo, possuem apenas 152km² e 400 mil empresas registradas, recebendo cerca de US$ 60 bilhões anualmente

Brasil concede 80 vistos humanitários para cidadãos do Afeganistão

Brasil concede 80 vistos humanitários para cidadãos do Afeganistão

Estão em andamento mais 400 pedidos de vistos

Igreja Católica da França: 216.000 menores foram vítimas de abuso sexual em 70 anos, diz relatório

Igreja Católica da França: 216.000 menores foram vítimas de abuso sexual em 70 anos, diz relatório

Cerca de 3.000 pedófilos atuaram na Igreja Católica da França desde 1950, conforme um relatório da Comissão Independente Francesa sobre Abuso Sexual na Igreja.

Pelo menos 8 países apuram denúncias sobre uso de paraísos fiscais por líderes

Pelo menos 8 países apuram denúncias sobre uso de paraísos fiscais por líderes

Autoridades tributárias de Austrália, México, Espanha e Panamá fizeram comunicados públicos afirmando que estão acompanhando as denúncias reportadas e garantindo que investigarão possíveis crimes e indivíduos mencionados nos Pandora Papers.

BNDES captará US$ 500 milhões com banco dos Brics para projetos sustentáveis

BNDES captará US$ 500 milhões com banco dos Brics para projetos sustentáveis

O financiamento do NDB ao BNDES terá prazo total de 11 anos e seis meses. O banco brasileiro poderá usar os recursos para emprestar ao longo de quatro anos.