×
ContextoExato

Variedade nas ceias pode se tornar uma armadilha digestiva

Variedade nas ceias pode se tornar uma armadilha digestivaFoto:

Nutricionista recomenda não misturar vários tipos de proteínas nas ceias.

Por Humberto Viana / Da Secretaria De Estado De Saúde Do Df, Com Informações Da Agência Saúde / Foto: Pública - Pixabay - 24/12/2018 - 09:22:45

Dezembro marca o período das confraternizações e comemorações de virada do ano. O mês, no entanto, também passou a ser associado aos habituais exageros. Assim, ao lado do nascimento de Cristo e de um novo ciclo, os últimos dias do ano carregam consigo a senha para o início do descontrole alimentar que, não raro, termina no hospital.
 
Não é para menos. Se os alimentos dessas festas carregam grande carga de tradição e memórias afetivas, também escondem uma miscelânea de açúcares, gorduras e proteína que podem trazer consequências nefastas para o sistema digestivo.

A nutricionista da Secretaria de Saúde, Fernanda Takeuti, explica que as armadilhas das ceias de fim de ano estão justamente na variedade de alimentos. “É comum as pessoas olharem para a mesa e pensarem que vão comer um pouco de tudo”.  Segundo a nutricionista, misturar vários tipos de proteínas (porco, frango), gorduras variadas (margarina, bacon) e carboidratos é caminho quase certo para o mal-estar estomacal e intestinal.
 
Takeuti sugere abordar a estratégia de self service. Ou seja, pegue apenas o que realmente interessa. “Uma dica é promover os pratos favoritos para o dia da ceia, e escolher pratos diferentes para o tradicional almoço das sobras no dia seguinte.
 
Outra sugestão de Takeuti é não ir com fome para o banquete. “Barriga vazia é péssima condição para medirmos o tamanho de nossas necessidades e capacidades. O ideal é que a pessoa coma muito bem ao longo do dia, dando preferência às frutas e alimentos mais leves”.

Par aliviar os transtornos do exagero a nutricionista sugere suco verde e alimentação saudável ao longo de todo dia. “O fígado e o estômago são muito sensíveis e sofrem inflamações que podem durar de dois a três dias”, conclui.

Comentários para "Variedade nas ceias pode se tornar uma armadilha digestiva":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório