×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 30 de junho de 2022

Ataques a Jovita Rosa e ao Adote Um Distrital não mudarão a história dos corruptos do DF

Ataques a Jovita Rosa e ao Adote Um Distrital não mudarão a história dos corruptos do DFFoto:

Ofenderam as mulheres erradas, ofenderam as que nunca deveriam ter sido ofendidas.

Por edson sombra/redação - 27/09/2016 - 11:32:24

Até alguns dias atrás, a ONG - Adote Um Distrital e sua presidente, Jovita Rosa, eram festejados e reputados como idôneos e isentos. Haviam pedido a cassação da deputada distrital Liliane Roriz, o que era publicamente do interesse da Mesa Diretora da CLDF. Bastou que eles apresentassem pedidos ao MPDFT para que os deputados envolvidos no que se denominou “UTIGates” ou “Bonde da propina” fossem afastados, para que inúmeros blogs passassem a atacar Jovita Rosa e o Adote Um Distrital.

As estratégias são rasteiras e as detalharemos aqui.

Um filósofo alemão do século XIX, Arthur Schopenhauer, produziu uma obra publicada postumamente, chamada Dialética Erística, que pode ser entendida como a arte de discutir, de modo a vencer, por meios lícitos ou ilícitos, "per fas et per nefas", na consagrada expressão latina. A dialética erística denunciava os métodos enganosos utilizados pelos maus filósofos para persuadir o público que 2+2 é =5.

Aqui no Distrito Federal a Dialética Erística, ainda que inconscientemente, tem sido utilizada por meia dúzia de políticos ladrões, por seus seguidores bandidos, servidores públicos comissionados inescrupulosos: contratam jornalistas venais que, financiados com dinheiro público desviado, se prestam a alaranjar falsas noticias e a persuadir o população de que a soma de 2+2 é =5.

Agindo como pistoleiros, alguns blogueiros tentam denegrir a imagem de quem os enfrenta e usam as redes sociais, na maioria dos casos, auxiliados por servidores comissionados de órgãos públicos, pagos com o dinheiro do consumidor brasiliense. Atacam, sem prova, divulgam factoides, deturpam informações. São implacáveis. Não há inocentes nesse esquema criminoso, todos os integrantes sabem a quem estão atacando, sabem da inocência e da credibilidade de suas vitimas.

Enquanto isso, os corruptos que patrocinam a todos, comemoram. Passam a seus puxa-sacos a sensação que estão ganhando a guerra e que a vitória está próxima. Em alguns casos eles chegam a louvar a Deus. Coitados.

O que começa errado nunca termina certo, e o funeral político de algumas corjas corruptas e dos crápulas que deles se tornaram defensores está próximo, muito próximo mesmo. A única coisa que eles poderão conseguir é um belo par de algemas. A soma de 2+2 jamais será 5.

O pior dos estratagemas que os canalhas e corruptos vêm usando, é o de lançar mão de ofensas pessoais. Uma técnica que deve constar do manual da canalhice. É o que fizeram com Jovita Rosa, a presidente da ONG - Adote Um Distrital e com outros integrantes do grupo. Assim fizeram também com outras mulheres. Tentam com essa tática encolerizar seus alvos, adversários, para que, tomados pela ira, suas vitimas cometam erros. Não conseguirão. Desistam, a soma de 2+2 jamais será 5.

Jovita Rosa e o Adote Um Distrital, no entanto, não caíram na provocação barata e rasteira dos vagabundos (políticos e pseudojornalistas). Ganharam em credibilidade!

Os idiotas que se prestam a mandar recados de políticos vagabundos Jovita Rosa e ao Adote Um Distrital, ainda se proclamam vencedores de uma luta que, além de não ter terminado, estão perdendo. Os próximos dias serão decisivos e evidenciarão que o A dote Um Distrital escolheu o lado da justiça e da verdade. Os vagabundos não passarão.

Tentam desmoralizar Jovita Rosa e o Adote Um Distrital, para evitar discutir o principal: a acusação de desvios na saúde pública, que tem como consequência, a morte de pessoas inocentes para alimentar a insaciável fome de leão por dinheiro e poder.

O Adote Um Distrital, cumprindo a sua finalidade, sempre se colocou ao lado da população, ao contrário do que fazem os políticos corruptos e os que se vendem ou vendem espaços em seus veículos de comunicação.

Aviso aos navegantes: o final desse filme já está nas mãos de quem de direito. Em breve estará sendo exibido em todos os meios de comunicação e nas redes sociais.

Parabéns a todas as mulheres atacadas que como Jovita Rosa não se acovardam diante do poder das quadrilhas poderosas de plantão.

A Jovita Rosa e as mulheres que foram vitimas dos mercenários de plantão, o titular desse blog lhes manda uma mensagem de conforto: a árvore continua dando sombra e a tentativa de desmoralização não aguentou a primeira chuva da primavera. A história, em poucos dias, irá lhes reverenciar.

Conte conosco Jovita Rosa, conte conosco Adote Um Distrital. Nós também não vamos nos acovardar. Não esqueçam que jamais 2+2 será 5

Comentários para "Ataques a Jovita Rosa e ao Adote Um Distrital não mudarão a história dos corruptos do DF":

    • Amor por Brasília

      Terça-Feira, 27 de Setembro de 2016 -

      Sombra infelizmente muitos blogeiros são assim. Atacam todos que são contrários aos seus interesses. Para muitos, Blog é um instrumento de interesse financeiro pessoal. É só observar, sem licitação recebem, patrocínios de bancos públicos, governos, etc. E por ai vai. Não que seja ilegal, mas moralmente sim!!!!!!!

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Brasil tem 3 entregas voluntárias de crianças para adoção a cada dia

Brasil tem 3 entregas voluntárias de crianças para adoção a cada dia

Dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) mostram que de 2020 a maio deste ano foram registradas 2.734 entregas desse tipo

Brasil perde duas crianças menores de 5 anos por dia devido à Covid-19

Brasil perde duas crianças menores de 5 anos por dia devido à Covid-19

Em 2022, até o dia 11 de junho, houve 291 mortes na mesma faixa, com uma média diária de 1,8 falecimentos.

Brasil tem pelo menos sete estupros por hora; vítimas de até 14 anos são maioria

Brasil tem pelo menos sete estupros por hora; vítimas de até 14 anos são maioria

Segundo Juliana, estudos da área apontam que a violência sexual é o tipo de violência mais subnotificada no mundo.

PJs de micro e pequenas empresas batem recorde de abertura

PJs de micro e pequenas empresas batem recorde de abertura

Pandemia também impactou na abertura e fechamento de CNPJs

Conselho federal investiga enfermeira que ameaçou vazar dados de vítima de estupro

Conselho federal investiga enfermeira que ameaçou vazar dados de vítima de estupro

Ação veio depois de denúncia pública feita pela vítima, que engravidou após abuso sexual e encaminhou bebê para adoção

ANS suspende temporariamente comercialização de 70 planos de saúde

ANS suspende temporariamente comercialização de 70 planos de saúde

Segundo a ANS, os usuários atuais dos planos suspensos não serão prejudicados e poderão usufruir do serviço normalmente.

Profissionais mais velhos relatam preconceito de empresas

Profissionais mais velhos relatam preconceito de empresas

Moraes conta que tem participado de concursos públicos e tido boas colocações

'Racismo é traço marcante da sociedade brasileira', diz Lauretino Gomes

'Racismo é traço marcante da sociedade brasileira', diz Lauretino Gomes

E, ao contrário de outros países cuja segregação era determinada por lei, no Brasil é tão estruturado que dispensa qualquer apoio legal

IBGE: Desembargador derruba liminar sobre inclusão de questão LGBT+ no Censo

IBGE: Desembargador derruba liminar sobre inclusão de questão LGBT+ no Censo

No último dia 9, o instituto informou em comunicado ter acionado a Advocacia Geral da União (AGU) para recorrer da decisão liminar

Em seis meses, Brasil já registra 130% mais mortes por dengue

Em seis meses, Brasil já registra 130% mais mortes por dengue

A incidência é de 550 casos por 100 mil habitantes. A doença é transmitida pela picada do Aedes aegypti.

Empresas reduzem embalagens e qualidade para repassar custos

Empresas reduzem embalagens e qualidade para repassar custos

A alta da inflação no Brasil nos últimos dois anos têm levado a cada vez mais empresas, de diversos setores, a adotar esse tipo de prática.