×
ContextoExato
Responsive image

Distritais queriam resolver o problema da PM já no dia 27

Distritais queriam resolver o problema da PM já no dia 27Foto:

Edson Sombra / Redação com informações do Correio Braziliense - 04/12/2013 - 11:31:01

Deputada distrital Eliana Pedrosa (PPS/DF) e o deputado distrital Wasny de Roure (PT/DF)

Será que o governador do DF sabe, que na noite de quarta feira(27) alguns deputados distritais, já preocupados com o problema da Policia Militar, queriam reunir a Mesa Diretora da Casa e convocar os demais parlamentares para no dia seguinte solucionar o impasse? ...


Por volta de dez da noite da quarta passada, enquanto o Flamengo entrava em campo para decidir a Copa do Brasil, em telefonema, a deputada Eliana Pedrosa (PPS/DF), propôs ao deputado Wasny de Roure (PT/DF), presidente da CLDF, que fosse cedido pela Câmara Legislativa, um remanescente do orçamento deste ano no montante de R$ 40.000.000.00 para o fundo de saúde da corporação. (Leia nota publicada aqui no blog ).


A parlamentar, diante da crise que se avizinhava, propôs que o presidente convocasse a Mesa Diretora. Sensível ao problema, Wasny concordou e se prontificou a buscar o apoio dos demais parlamentares, para que apoiassem a sugestão da distrital. Certamente, com a transferência de verba para a PMDF, a crise que já dura 9 dias teria sido solucionada.


Fontes informaram ao blog que o tema não prosperou graças a interferência da subsecretaria de Planejamento, Wanderly Ferreira Costa. Segundo as informações, na manhã seguinte, a subsecretaria informou ao legislativo que não haveria a necessidade do envolvimento da CLDF, e que os recursos para a manutenção do atendimento a saúde dos mais de 90.000 dependentes da Policia Militar, estavam garantidos.


Estranhamente, ontem, e tardiamente, foi tomada a decisão de enviar à Câmara Legislativa um projeto de remanejamento orçamentário de R$ 35 milhões para amenizar a crise, e retomar a prestação dos serviços de saúde à Policia Militar interrompida na terça-feira (26)

E mais estranho, foi que para a normalização dos serviços no atendimento aos policiais e seus dependentes, está sendo feito um arranjo, estão retirando recursos da verba da educação. É a velha prática do “descobre um santo, para cobrir outro.”

O governador Agnelo Queiroz deve sancionar, hoje, o PL enviado e aprovado ontem mesmo, pelos deputados distritais. Os R$ 35 milhões que vão cobrir os gastos com a saúde da PM, sairão do caixa que seriam destinados ao pagamento de pessoal da Secretaria de Educação.


A Secretaria de Planejamento garante, que esse arranjo não prejudicará os compromissos da pasta.


“A Lei de Diretrizes Orçamentárias da União permite o remanejamento dos recursos do Fundo Constitucional do DF, por meio de decreto, desde que seja para o pagamento de pessoal. Como a folha de pagamento da educação ainda vai ser fechada, e os servidores recebem entre os dias 4 e 5, conseguimos remanejar o orçamento do DF para a PM, e da União para o pagamento de pessoal da educação".


Ficam três perguntas no ar: por que então a secretária adjunta de Planejamento, Wanderly Ferreira da Costa interferiu para brecar a proposta feita pela deputada Eliana Pedrosa? Precisava o governador do Distrito Federal estar passando por mais este desgaste político? Se todos afirmaram que a PMDF tinha dinheiro, pra onde foi? Já que agora estão remanejando o dinheiro da educação.


Nesse mato tem coelho, alguém vai ter que se explicar.

Comentários para "Distritais queriam resolver o problema da PM já no dia 27":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório